Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

terça-feira, 19 de janeiro de 2021

“Navegar é preciso, viver não é preciso”

Acho que já recorri a este fado brilhantemente interpretado por Caetano Veloso em outros textos, mas nunca é demais utilizar a genialidade alheia, neste caso o poeta português Fernando Pessoa, como fonte de inspiração.  Traduzo esta frase para usá-la no futebol como “Gerir é preciso, contratar não é preciso”. De cara, é preciso deixar claro que o termo preciso não é utilizado no sentido de necessidade, uma vez que gerir e contratar são condições básicas para um clube de futebol existir. O termo é usado no sentido de precisão, gerir por mais difícil que seja, é um equilíbrio entre receitas e despesas, aperta daqui folga dali e se consegue obter o resultado esperado ou algo próximo. Por sua vez, contratar não é bem por aí, nem sempre trazer uma estrela é sinal de sucesso ou trazer um desconhecido é sinal de fracasso.

domingo, 27 de dezembro de 2020

Com água no pescoço

Antes de falar do jogo, vamos falar da efetivação de Dado Cavalcanti como treinador do time principal. Nada contra Dado, até acho que ele tem condições de ser treianador do Bahia no futuro. Contudo, sua efetivação mostra como a diretoria do Bahia está perdida no quesito futebol. Há pouco mais de um mês, Dado foi anunciado com pompa e circunstância como novo coordenador do departamento de futebol, o cara que seria responsável por fazer a transição entre o times da base e o principal. Sua efetivação no time principal mostra que o discurso do Bahia é coerente e inteligente, mas na prática, por causa do desespero, o planejamento do clube está sendo jogado para debaixo do tapete ou sendo deixado de lado, o que dá na mesma coisa. Vacilo grave da DE que em 2020 cometeu alguns erros crassos e que podem nos custar caro.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Muito mais que futebol

Se você está lendo este texto é porque está em dia com o checkup cardíaco, pois passou bem pelos primeiros 45 minutos do jogo contra o Defensa e os 45 minutos do jogo contra o Flamengo. Brincadeiras à parte, pena que neste momento o futebol tenha de ser deixado um pouco de lado devido aos fatos ocorridos ontem.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Saindo da caixinha

No último post, conclui escalando o Bahia no esquema usualmente utilizado por Mano, mas fiz uma provocação dizendo que este não seria meu esquema, para não deixar o texto inacabado, resolvi fazer este texto para explicar como jogaria. Para melhor compreensão, farei uma breve retrospectiva.

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Chegou a hora, Bahia

As quartas-de-finais da Sula começam hoje, de um lado estão Vélez, Universidad Católica, Lanús e o Independiente, turma forte. Só não digo que o campeão sairá deste grupo porque o Bahia está no outro lado na companhia de Defensa y Justicia, Junior Barranquila e Conquimbo. Mas, quais as reais chances do Bahia? Será que de fato temos alguma?

sábado, 21 de novembro de 2020

Dura lição

 O Bahia foi justa e merecidamente goleado pelo Bragantino, em momento algum do jogo, tivemos o domínio da partida, mesmo nos raros momentos que tivemos a bola nos pés, eles foram muito mais perigosos, em suma, se houvesse justiça no futebol, sairíamos de Bragança com a sacola bem mais cheia do que saímos.

domingo, 15 de novembro de 2020

Colé a sua, Bahêa?

Chegamos ao tão esperado G10, enfim estamos na briga que cabe ao Bahia na situação atual do futebol nacional. A dúvida que fica é se teremos futebol e elenco para continuar nesta disputa ou se voltaremos para ingrata luta pela sobrevivência na A. Há quem ache que ao Bahia só cabe não cair e mais nada neste campeonato. Por outro lado, tem que pense que não saíremos mais da primeira página. E ainda tem os mais otimistas que entendem que o alvo é o G6.  Entendo que existem motivos para crer nos dois primeiros grupos, mas não vejo como crível a luta pelo G6.

sexta-feira, 6 de novembro de 2020

Para deleite do Papá

O Bambu gemeu na Fonte para cima do Melgar, o Bahia passou o rrrrodo sem dó nem piedade. Longe de ser o Bahia dos sonhos, mas não fomos aquele time merdículo que tinha sido derrotado em Lima. A grande dúvida que fica é quem foi, quem foi o Barril Dobrado do jogo, Fessin com seus dois gols ou Daniel com suas três assistências?

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Honrando a tradição da 9

Todo jogo Bahia x Galo me remete a 84, mas ainda ontem, quando começaram a falar dos tabus que cercavam o confronto, eu desembarquei de cabeça na década de 80. Para quem não sabe ou não se lembra, em 84, o Bahia repatriou Beijoca e o primeiro jogo da Taça de Ouro era contra os mineiros. Existia um tabu, o Bahia nunca tinha ganho do Galo no Brasileiro, e assim como ontem, o Galo era o favorito. Mas, Beijoca não quis saber e brocou logo 2, decretando o triunfo tricolor, como narrou o saudoso Fernando José, Saravá, Beijoca, Saravá.

domingo, 18 de outubro de 2020

Hora de virar o jogo

Tem tempos que não escrevo nada aqui na página, pois estou no pique final do livro sobre o Bahia na década de 80, espero lançar ano que vem como parte das comemorações dos 90 anos de nosso amado clube. O livro vai se chamar Mais um Bahêa - anos 80, uma década de conquistas. Vou relatar histórias marcantes de todo o período entre 81 e 90, com textos exclusivos para cada campeonato disputado e para alguns jogos históricos.