Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 25 de julho de 2021

Não deu: Atlético/MG 3 x 0 Bahia

Dado enxergou o buraco que foi nossa frente de zaga no último jogo e resolveu mudar o esquema tático. Entrou no 5-4-1, com Patrick entre os zagueiros, Jonas e Lucas Araújo na frente da zaga. O que entendo ser o melhor esquema do Bahia para enfrentar os melhores times do campeonato.

domingo, 18 de julho de 2021

Choque de realidade

 Campeonato passado, faltavam 3 rodadas para o fim e o Bahia tinha o Galo pela frente no Mineirão, para piorar, íamos para o jogo sem Gilberto, ser goleado era nossa expectativa mais realista. Contudo, Dado trouxe Patrick do sub-20 para jogar entre os zagueiros, colocou Gregore e Ronaldo na frente da zaga, Rodriguinho jogando entre as linhas adversarias e espetou Rossi nas costas de Arana e Gabriel Novais nas dos lentos zagueiros atleticanos. O Bahia fez uma bela partida e podia ter ganho do Galo se aproveitasse as chances perdidas. Nas próximas partidas, repetimos o 5-4-1, com isto goleamos o Fortaleza lá e ganhamos do Santos na Fonte.

segunda-feira, 5 de julho de 2021

O Bahia de Gilberto: Chapecoense 0 x 2 Bahia

Na NBA, liga de basquete norte-americana, todo grande time tem seu homem de referência, jogador acima da média a quem cabe decidir a maioria dos jogos e conduzir o time nas grandes conquistas. Todos têm o número da camisa aposentado e os mais especiais viram sobrenomes dos times, assim temos o Chicago de Jordan, o Lakers de Magic, o Boston de Bird, o Cleveland de LeBron e o Lakers de Kobe, dentre outros.

quarta-feira, 30 de junho de 2021

Que sirva de lição: Bahia 3 x 4 América MG

Só vi o segundo tempo, mas acho que foi suficiente para entender qual foi a tônica do jogo. Vi um América muito consciente do que fazer em campo, enquanto o Bahia se mostrava incapaz de reagir ao bem armado esquema defensivo do adversário.

segunda-feira, 28 de junho de 2021

Esta doeu: Palmeiras 3x 2 Bahia

 - E aí Irmão, que cara é esta?

- Porra, Pivete!! Ainda tô na bruxa com aquela derrota de ontem.

- Foda, dominamos o jogo todo e demos aquela braga no final.

segunda-feira, 21 de junho de 2021

Deu sono: Bahia 0 x 0 Corinthians

Segundo o infoescola.com, o cientista político e economista Max Weber (1864-1920) define a burocracia como a estruturação formal da organização, permitindo, dessa forma, organizar as atividades humanas para a realização de objetivos comuns no longo prazo. Contudo, o conceito popular tem a burocracia como um excesso de regras que emperra o andamento da máquina pública e atrapalha a vida do cidadão.

domingo, 6 de junho de 2021

Saímos no lucro: Bragantino 3 x 3 Bahia

 De início, é preciso informar que assisti parte do primeiro tempo do jogo pelo rádio, foi o dia de minha esposa ser vacinada, e aí não tem dúvidas sobre a prioridade. Assim, minha análise vai ser muito com base nos 10 minutos finais do primeiro tempo e segundo.

quinta-feira, 3 de junho de 2021

O Bahia é Cruel, muito Cruel

"Taí o que você queria", a bola rolou pelo Brasileiro e pela Copa do Brasil e o ataque tricolor foi "cruel, muito cruel" com os adversários. Thaciano, Juninho e Rodriguinho "sabem que é disto, é disto que o povo gosta" e deixaram suas marcas nas redes adversárias. Super Rossi, "super herói é para isto" fez três assistências nos quatro gols do Esquadrão. E só não fizemos mais gols, porque Van Diesel ignorou "o corpo estendido no chão" na área do Vila Nova e não marcou as penalidades, apenas autorizou "o primeiro carreto da noite". Para quem não teve a felicidade de conhecer, as frases entre aspas são os bordões utilizados por Januário de Oliveira, icônico narrador das décadas de 80 e 90, que nos deixou esta semana. Este parágrafo é uma singela homenagem pelos bons momentos em frente a TV assistindo suas narrações, com ele no comando da cabine, o jogo nunca era chato e a diversão era garantida.

quarta-feira, 26 de maio de 2021

É chão, viu menino!!!

Meu amor e o pouco que conheço de futebol devo a meu pai, ele que me levava ao Lomantão para ver os jogos do Conquista e Serrano; no tempo que morou no Ceará, o Castelão era nossa segunda casa; e não tem como esquecer que foi ele que me levou na Fonte no histórico 5x0 sobre o Santa Cruz, quando floresceu de vez esta paixão que nutro pelo Bahia. Infelizmente, ele se foi no domingo 16/5, exatamente um mês antes de completar 76 anos. Perdi um amigo, um companheiro de estádio e um professor na vida e no futebol.

domingo, 9 de maio de 2021

O MAIOR DO NORDESTE VOLTOU: Ceará 1 x 2 Bahia

Em 1959, o Bahia venceu o Santos de Pelé na terceira partida, em pleno Maracanã, e se sagrou o primeiro campeão nacional, antes tínhamos eliminados, também em três partidas, o Ceará e o Vasco. Na década de 70, o esquadrão composto por Sapatão, Baiaco, Douglas Fito, Jesum e Beijoca, dentre outros, ganhou nove em 10 campeonatos baianos, com direito a um hepta. Em 81, perdemos de 4x0 para o Santa de Dadá no jogo do turno, no returno era preciso ganhar de 5x0, e o Bahia comandado por Léo Oliveira e com uma atuação de gala do gênio Gílson Gênio fez os 5x0 que precisava. Em 88, enfrentamos na semi e final do Brasileiro dois times que tinham nos imposto duas sapecadas por 3x0, empatamos fora e ganhamos em casa, nos tornando campeões brasileiros. Em 94, Raudinei fez valer a mística tricolor e marcou aos 46 do segundo tempo do clássico, nos dando o bicampeonato estadual.