Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Mudança positiva


Vi na imprensa que Roger está testando o time com três volantes e três atacantes, sacando Ramires do time. Sou totalmente favorável a escalação com 3 volantes, já defendi isto várias vezes, desde a passagem de Guto na B de 2016. Entendo que o Bahia fica mais compacto assim e com nossa frágil zaga mais protegida.

segunda-feira, 6 de maio de 2019

Tem de matar logo


Uma coisa que admiro no futebol europeu é a busca incessante pelo gol. Não importa o placar ou a qualidade do time adversário, quem está ganhando sempre busca fazer mais um. Não por acaso, recentemente, o City ganhou de 6x0 do Chelsea, e o Bayern enfiou (lá ele) 5x0 no Borussia, em confrontos teoricamente equilibrados. Chama atenção também o número de gols de Messi e CR 7 por temporada. Em suma, lá os times sempre jogam em busca do gol, parecem que sempre estão correndo arás de uma desvantagem ou querendo abrir uma vantagem num mata-mata.

terça-feira, 30 de abril de 2019

Melhor que a encomenda


Como bom baiano que sou, tenho duas paixões além da família, o Bahêa em primeiro lugar, e o carnaval em segundo. Pois é, domingo tinha micareta em Brasília, evento que não acontecia há mais de 10 anos, e a estreia do Esquadrão no Brasileirão. Dúvida cruel, mas desta vez, a paixão número 2 levou. Mesmo assim, antes de entrar na área do evento, fiquei do lado de fora, comendo água e ouvindo o jogo na Rádio Esquadrão, ao lado de vários colegas da Embaixada do Bahia em Brasília. Aguentamos a pressão no radinho até o momento do lance de pênalti não confirmado pelo VAR, foi uma ansiedade da zorra ficar esperando a decisão do juiz sem ver o lance. A pressão foi tanta que resolvemos iniciar a curtição do axé. Mas, sabe como é torcedor, rapidinho lá estava eu olhando os grupos da torcida no zap. Quando abri dei de cara com um GOL DO BAHIA, avisei a galera e logo começamos a cantar o hino em alto e bom som. Só depois percebemos que era gol de empate.

terça-feira, 23 de abril de 2019

Agora é para valer

Passada a euforia pela conquista do Baianinho, é hora de fazer um balanço deste primeiro terço do ano do tricolor. Acho que o jogo de domingo contra o bom e esforçado time do xará de Feira é um bom resumo. No mesmo jogo, sufocamos nos 15 primeiros minutos de jogo e fomos sufocados nos últimos 15; criamos e perdemos oportunidades, mas também passamos boa parte do jogo cercando sem ferir o adversário, o velho arame liso; nossa defesa foi firme, mas também apresentou buracos que facilitaram a vida do adversário; em suma, fomos o mesmo time instável e de altos e baixos da temporada 2019.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Devagar com o andor

Andei sumido um tempo, pois estava esperando ver um pouco da cara de Roger no time. Hoje, ficou muito clara algumas opções do treinador no esquema ofensivo.

terça-feira, 2 de abril de 2019

Hora de recomeçar

Agora mais tranquilo, vamos refletir um pouco sobre o vexame na CNE. Entendo que a soberba foi nosso maior erro nesse campeonato. Em vários jogos, para não dizer todos, nos comportamos como se o jogo já estivesse ganho antes mesmo de iniciar. O ocorrido na semana passada, me fez lembrar muito o que ocorreu em 2015, o Bahia teria um jogo com o Santa na Fonte, mas todo o foco e concentração do clube foram visando a mudança de campo contra o Boa, esquecendo que teríamos de bater o Santinha em casa, o resultado todos lembram, derrota de virada em casa e adeus Série A 2016.

quinta-feira, 28 de março de 2019

O fator El



Não há dúvidas, Gilberto e Fernandão são os dois artilheiros e merecidamente as grandes estrelas do elenco tricolor; Ramires é a grande esperança de se tornar um grande jogador e ajudar muito nas receitas do clube; Shaylon é o mais habilidoso; Arthur é o formiguinha que inferniza qualquer defesa; Gregore é nosso pitbull;  e Lucas é nosso xerife. Porém, hoje eu quero destacar dois eternos criticados pela torcida tricolor, Elton e Élber.

quinta-feira, 21 de março de 2019

Bora de Torres Gêmeas?


Desde a chegada de Fernandão, um dilema deve atormentar Enderson, Fernandão e Gilberto podem jogar juntos? Sendo direto, eu não escalaria esta formação de ataque, prefiro um time com pelo menos um jogador mais veloz na frente. Mas, ao contrário de vários comentaristas, vejo esta possibilidade como possível, mas para isto, o Bahia tem de mudar seu esquema tático.

terça-feira, 12 de março de 2019

Triste Bahia, oh, tão decepcionante

"Triste Bahia, oh, quão dessemelhante", cantou o gênio Caetano Veloso sobre o nosso querido estado. Ao final do jogo de domingo, esta era a única frase que vinha na minha inchada cabeça. Não adiantou a torcida fazer sua parte, enchendo a Fonte, o Bahia mais uma vez apresentou um futebol triste e sem inspiração, e com os jogadores cometendo erros primários na conclusão e criação das jogadas.

sábado, 9 de março de 2019

Reveillon Tricolor

Uma máxima nacional é que o ano só começa após o carnaval. Pois bem, o carnaval, ou seria o ano, acabou na quarta-feira de cinzas. A esperança é que o ano novo traga consigo um novo Bahia. Um Bahia vibrante e envolvente, deixando para trás esse time modorrento que nos acostumamos a ver nos dois últimos meses.