Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

A história se repete

A história se repete


Fica complicado, ou melhor, impossível, escrever sobre um jogo que não se assistiu, mesmo assim arriscarei. Após a péssima partida contra o Paraná, me deparei com a seguinte manchete no Globo.com: Jogadores reconhecem partida ruim do Bahia na derrota para o Paraná. Depois do grude preso no Macaé, a mesma fonte publica: Jogadores do Bahia admitem futebol ruim, mas destacam luta e resultado. Ou seja, a mesma constatação de um fraco futebol pelos principais responsáveis por mudarem esta história. Pior, se voltarmos alguns jogos, veremos variações da mesma frase ditas pelos mesmos personagens.
Com relação ao jogo de ontem, pela escalação inicial fica complicado culpar SS pelo futebol ruim apresentado, pois se pode discutir se Pittoni e Souza teriam lugar no meio campo do time titular, mas na defesa e ataque, 9 de 10 torcedores escalariam os 7 que entraram em campo, não temos nada melhor do que isto. Também, reputo que o esquema 442 foi acertado, visto que nos últimos jogos o 433 fracassou, e o time não conseguia manter a posse de bola. Contudo, qual o motivo para o que aconteceu?
Está evidente para 99,999% da torcida, excluem-se aí os torcedores que compõem a diretoria, que o treinador mesmo sendo um sujeito sério, estudioso e trabalhador não consegue mais extrair um bom futebol do elenco. A história mostra que quando os jogadores começam a dizer que estão fechados com e confiam no “professor”, eles estão filando aula há muito tempo. Isto é o que acontece no Bahia, os jogadores não confiam mais no comandante, e vice-versa. Ainda dá tempo de uma reviravolta, citei exemplos aqui de time que continuaram empacados após a troca de técnico, por outro lado temos exemplos como o do Flamengo, Grêmio e Palmeiras que mostram o contrário, uma chacoalhada no elenco deu novo ânimo e os resultados vieram.
Por fim, os demais resultados da rodada nos foram favoráveis, a princípio parece que os triunfos de Botafogo, Payssandu e Vice são ruins, entretanto, mesmo mantendo estes adversários na nossa frente, nos afastou mais de 3 perigosos times [Santinha (6), Tigre (9) e Paraná(9)] que vinham numa crescente.
Destaco que os próximos 2 jogos são fundamentais para mostrar nossas reais possibilidades, pois enfrentaremos dois times em ascensão no campeonato, o Bragantino, em casa, que vem de 4 triunfos e um empate, estando com 37 pontos, o típico jogo de 6 pontos; e o Ceará, fora de casa, que mesmo estando no Z4, vem de 3 triunfos, 1 empate e 1 derrota.
Como superstição e futebol andam de mãos dadas, iniciarei, a partir deste post, a contagem regressiva que fiz em 2010, faltam 23 pontos em 42, 7 triunfos e 2 empates em 14 jogos. Oxalá a história se repita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.