Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

A primeira final já está no saco

A primeira final já está no saco




Sempre achei que neste momento do campeonato, o Bahêa estaria disputando o título com o time da Estrela Solitária, mas a insistência da Diretoria com SS nos deixou em uma situação diferente, hoje lutamos pela quarta vaga. Mas, antes tarde do que nunca, SS caiu e Charles, não era minha primeira opção, assumiu e mexeu na escalação e na forma do time jogar. Só para registrar, o Bota trocou de treinador quando era líder, oscilou um pouco e hoje voltou a ser líder com um futebol muito mais vistoso e seguro.


Com relação ao jogo de hoje, cabe ressaltar que Charles entrou no 433, mas ao contrário do time de SS, 2 volantes (Souza jogou de volante) ao invés de 1; 1 meia ao invés de 2; e os três mais centralizados, ao invés do volante centralizado e os dois meias abertos. No ataque, JPP ficava aberto pela direita, Kieza pela esquerda, e Roger centralizado. No primeiro tempo, o Tricolor fez um jogo seguro, pressionando o adversário no campo de defesa e com o meio-campo muito bem postado e participativo, mas pouco criativo e com uma tendência de só jogar pela esquerda, mesmo assim, criamos e desperdiçamos algumas chances. Só não entendi, a insistência de só jogar pela esquerda, foi assim até os 30 minutos.


Em um escanteio bem cobrado por Ferrugem, contando com a falha do arqueiro, Kieza marcou, pelo jeito, aprendeu e não tirou a camisa. Defensivamente, fomos bem, o Oeste só criou uma chance, destaque para Valongo, cortando tudo. Aqui cabe relembrar uma fala de Charles “Mas o Gabriel tem mostrado nos treinamentos e nos dois jogos-treino que eu fiz que foi um jogador que se empenhou muito. Depois daquele episódio contra o Sport deu uma motivação, vontade de dar a volta por cima”.


No segundo tempo, para sofrimento da Nação, o Esquadrão voltou a ser um time apático, DP catou borboleta legal, e perdemos o meio-campo, Eduardo Fantasminha sumiu e junto com ele o trio de atacantes. Diferente de SS, o Anjo 45 não esperou o empate para mudar, tirou de uma só vez JPP e Roger, depois Eduardo. A princípio, não entendi a entrada do questionado lateral esquerdo Victor, mas com o tempo, as subidas do Oeste pela direita foram rareandos, ponto para o Anjo 45. Só para registrar, Alessandro procurou o jogo, mas não produziu. Assim, chegamos ao fim do segundo tempo, o Bahia mal, dominado no meio-campo, mas o Oeste sem criar grandes chances.


Bem, a rodada ajudou, agora independentemente do jogo do Papão (estive em Belém e não vi empolgação da torcida) acabaremos a rodada com a mesma pontuação do terceiro colocado. Ganhamos a primeira final, faltam 4 triunfos (temos 4 jogos em casa) e um empate (o jogo com o Boa vai ser em Aracaju). Nossas chances cresceram, a final das finais agora é em Recife contra o Náutico. Encerrando, o time é este, para os jogos em casa, trocaria JPP por Maxi, e para os jogos fora, contra Bota e Timbu, trocaria JPP ou Roger por TR.


Como cantará nossa torcida na terça, XALÁLÁ, XALÁLÁ, VAMOS SUBIR ESQUADRÃO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.