Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Uma virada para alterar o rumo na Série B

Uma virada para alterar o rumo na Série B


Em tempos de zap-zap, fica difícil analisar o jogo somente pelo resultado, pois opiniões já foram emitidas e enviadas antes, durante e após o jogo. Por outro lado, quando se ganha de uma adversário complicado, fica bem mais fácil falar sobre a equipe.
Começo falando do Braga, o time da linguiça, foi sem duvida o adversário mais bem montado que enfrentamos no segundo turno, veio para Fonte disposto a jogar, nada de retranca, deu trabalho, perdeu penalidade, teve chance de ganhar, mostrando o porquê de 4 triunfos nos últimos 5 jogos.
Por sua vez, o Bahêa começou com a mesma equipe que penou para ganhar do Macaé, contudo entendo que o treinador acertou, pois o esquema 442 é mais apropriado para o momento e precisamos dar entrosamento à equipe. 
No primeiro tempo, como esperado, o jogo foi equilibrado, com o Bahia tendo a primeira chance clara, mas quem marcou o tento inicial foi o Bragantino, em mais uma braga da nossa defesa em bola aérea. O Tricolor não tardou a empatar num pênalti duvidoso. 
Gostei da movimentação de TR, por outro lado GB Ninho e Eduardo pareciam dois fantasmas, ninguém os via em campo, por causa disto, o time ficou capenga atacando só pela esquerda com o apoio de Ávine, ainda fora de ritmo. 
Contudo o pior disparado do meio foi Yuri, este rapaz precisa aprender de uma vez por todas que ele é o responsável pelo primeiro passe, não pode deixar em hipótese alguma esta responsabilidade para os zagueiros, o que se viu ontem foi uma sequência de lançamentos equivocados, sempre digo, se Robson soubesse lançar, era meia e não zagueiro.
No segundo tempo, Romulesma, enfim entrou bem, voltou no lugar de GB Ninho, mas o Braga voltou esperto e estava mais perto do segundo. Contudo, era noite do Esquadrão, em uma jogada isolada, marcamos o tento da virada. Depois, disso, ao invés de recuar excessivamente como nos últimos jogos, conseguimos manter o jogo sob controle, botamos bola na trave e chegamos ao terceiro, em mais um pênalti duvidoso. O time da linguiça ainda diminuiu e obrigou DP a fazer mais uma bela defesa, dois lances isolados de bola aérea.
De positivo, o retorno da visao de SS que enxergou bem o jogo, escalando e alterando acertadamente.  Mas, o principal foi a volta da disposição, do sangue no olho, da gana de vencer, foi assim que vi o time ontem, é desta forma que se consegue o acesso para a primeira. Na Série B, o bom futebol é secundário, a raça vale mais.
De negativo, a continuidade dos problemas da defesa na bola aérea e a omissão do meio no primeiro tempo. Outra decepção foi a torcida, além do número reduzido, a apatia era total. Nestes momentos decisivos, me acostumei a ver a torcida levar o time nas costas (lá ele) e não ser levada pelo time. Nas quartas do Brasileirão de 90, contra o mesmo Bragantino, a turma tricolor virou o jogo na vibração, ontem fizemos o contrário nos silenciamos quando o time precisava de apoio. Cadê o tchalalala de 2010 e as palmas de 1985? Acorda Nação. 
Por fim, voltamos ao desempenho do primeiro turno, 11 pontos em 6 jogos, faltando agora 21 pontos em 39, 6 triunfos e 2 empates em 13 jogos. Que venha o Vovô.
BBMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.