Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Deu sono, zzzzzz

O jogo foi na quinta, mas os jogadores do Bahia ainda estavam na quarta-feira de cinzas, ressaca da porra, parecia que estava todo mundo com dor de cabeça e gosto de cabo de guarda-chuva na boca, nesta situação saí da cama já é difícil, correr 90 minutos nem pensar.

O Bahia entrou em campo com duas substituições, Éder no lugar de Róbson, com isto Gustavo passou para a zaga central (a mudança aparentemente deu resultado, a defesa foi mais atenta nos lançamentos longos do adversário); e ZéRo berto no lugar de Luisinho que perdeu o pai. Os primeiros 10 minutos parecia jogo de genéricos, era um passe errado, atrás de uma jogada bisonha. Não posso nem falar que o Bahia melhorou, mas pelo menos botou a bola no chão, e em duas jogadas bem trabalhadas, abriu 2x0. Na primeira, PR tocou para ZéRo berto que girou bem e enfiou (lá ele) uma grande bola para Hayner; no segundo, PR (Juninho, a conferir) achou JP na esquerda, JP cruzou muto bem, e HB pegou de primeira, marcando um belo gol, chamo atenção novamente para o deslocamento do Brocador no lance, repeteco das duas jogadas contra o Santos. Gol bem trabalhados, com a participação dos 3 setores do time,com certeza, tem o dedo do técnico.

Paramos por aí, em um lance besta, onde a bola era nossa, DP erra um passe infantil - por sinal DP mostrou várias deficiências de fundamentos, passes e domínios de bola deixaram a desejar durante toda a partida - e proporciona um contrataque para os caras, na sequência do lance, o genérico do Flamídia aproveita que a defesa estava desmontada e marca um belo gol. Só uma análise com imagens para demonstrar mais claramente. Antes de acabar o primeiro tempo, eles ainda tiveram uma bela cobrança de falta defendida pelo Paredão Tricolor.

O segundo tempo deu sono, o Bahia ficou o tempo todo com a bola, mas pouco fez. Romulesma entrou no lugar de PR, mas manteve o padrão dos demais, umas duas boas jogadas e mais nada. Jeam entrou no lugar de ZéRo berto e mostrou que não é do ramo, precisa urgente sair para jogar em outro time. No fim, Cristiano entrou no lugar de EJ, aí o Bahia passou a jogar com 11, pois EJ não entrou em campo, atuação para ser esquecida e botar uma pulga na orelha do torcedor sobre quem é o nosso 11. Já ia esquecendo, é o sono, Juninho passou para primeiro volante e apareceu um pouco mais no jogo, mas sem brilho.

Por fim, o jogo teve um lado positivo, mostrar para a Diretoria que precisamos urgente de reforços, bastou a ausência de um titular e outros atuarem em baixo nível para o time ter uma atuação abaixo da crítica.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.