Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

quinta-feira, 3 de março de 2016

De volta ao futuro

Antes de falar sobre o jogo, abordaremos rapidamente dois pontos. Em primeiro lugar, gostaria de saudar e parabenizar a Embaixada Tricolor Caju de Aço, parceira deste blog, pela bela festa fora e dentro do estádio, mostrando à nação soteropolitana como agem os verdadeiros tricolores, incentivar sempre e fazer valer o nosso lema "ninguém nos vence em vibração".
Em segundo lugar, registrar que a direção tricolor, com o apoio do Conselho Deliberativo, deu um importante passo para o futuro do futebol brasileiro, tendo a ousadia de romper com o monopólio global ao assinar com o Esporte Interativo. Reconheço que ainda estou com o pé atrás, pois somente dois clubes já assinaram o acordo com o EI, infelizmente a história mostra que na hora h, os times do S e SE sempre voltam para o colo da Platinada. Vamos torcer e ver no que dará este ousado passo para o futuro do futebol brasileiro, espero que o Bahia colha os louros dos inovadores, ao invés de pagar o preço dos apressados. 
Vamos à bola rolando, inicialmente registro que o mais importante de ontem foi mostrar o comprometimento e profissionalismo do elenco tricolor. Os jogadores estavam desgastados e quebrados com a longa viagem para Orlando, mas entraram em campo com gana e vontade de vencer, o que conseguiram com certa tranquilidade. Cabe o registro que só no primeiro tempo, perdemos 3 jogadores por contusões musculares.
Sobre o jogo, nos dois primeiros minutos, o Esquadrão fez uma blitz no campo do Confiança, mostrando que queria decidir logo a partida. Entretanto dos 3 minutos aos 15, o que vimos foi o Confiança pressionar o Bahia, criar uma clara chance de gol e tentando explorar a fragilidade da nossa zaga nas bolas aéreas. Nossa vida foi facilitada pela baixa qualidade técnica e tática do adversário. Assim, mesmo de forma atabalhoada, nossa zaga se safou bem da "pressão" dos sergipanos. 
Logo no nosso primeiro ataque, DP deixa Hayner em excelente condição para cruzar, e nosso LD não decepcionou, fez o melhor cruzamento da sua curta carreira, botando a bola na cabeça do Brocador, gol do alívio. 
Diferente de outros jogos que quando marcava, recuava, o Tricolor fez como Tyson e partiu para o nocaute, pressionou e num escanteio cobrado por Juninho, HB mostrou seu faro de gol e marcou o segundo.
O resto do jogo, mostrou um Confiança incapaz de incomodar o Esquadrão. Por seu lado, nosso time procurou se segurar na defesa, mas principalmente se poupar fisicamente, mesmo assim, chegamos ao terceiro gol com um preciso chute de EJ.
Cabe o registro que no primeiro tempo, o Confiança conseguiu enfiar (lá ele) duas bolas no meio da zaga tricolor, demostrando que Feijão - voltou a fazer uma ótima partida - sozinho pode não dar conta do recado de fechar a cabeça da área. Entendo que Doriva está atento a este fato, ontem pelo terceiro jogo seguido, ele colocou uma dupla de volantes para fechar o meio, o que funcionou. Ao lado de PR, Feijão cresceu, e a zaga não foi importunada pelo ataque deles. Ponto para Doriva que vem aos poucos testando um esquema de jogo alternativo para o time, o 4-2-3-1.
Encerro registrando que estamos de volta ao caminho para um futuro promissor, os jogadores mostraram em campo que o vexame de Orlando ficou do outro lado do oceano e deram uma aula de dedicação e raça. O treinador vem demostrando que tem o time na mão e está fazendo a leitura correta do jogo. Fora de campo, nossa diretoria deu mais um passo ousado que poderá render bons frutos e vem buscando reforçar o elenco. E a Nação Tricolor de SE mostrou como se vibra.
NOSSO DE LOREAN ESTÁ NA PISTA E COM A ACELERAÇÃO MÁXIMA. BBMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.