Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Os caprichos do futebol

Gostaria de tecer alguns comentários sobre o confronto Santos x Palmeiras pela semifinal do Paulistão, a terceira vez em menos de um ano que os times se encontram em decisão ou semi. Foi o tipo de jogo onde todos os caprichos do futebol estiveram presentes. Não foi um jogo espetacular ou tecnicamente rico, longe disto, mas foi um jogo com as alternâncias que fazem do futebol este esporte imprevisível que prende a atenção e nos deixa fixos em frente à TV. Vamos aos detalhes do jogo.


1- O santos começou dominando, o lado direito, com Gabriel e Lucas Lima, não deu sossego à defesa palmeirense, foi chance atrás de chance, mas a bola teimou e não entrou. Isto perdurou até mais ou menos 25 minutos do primeiro tempo.

2- Neste período, o juiz deixou de marcar dois pênaltis para o Santos. Não vi dolo, pois ambos os lances foram muito rápidos. Entretanto, no segundo, quando o zagueiro do porco quase arranca a cabeça do santista, o juiz estava extremamente bem colocado, deveria ter marcado no mínimo 2 lances.

3- Quando o Palmeiras começou a respirar, a dupla Gabriel - Lucas Lima voltou a agir e marcou o gol santista num rápido contrataque. Palmas para a visão de jogo e o passe de LL, e para a frieza de Gabriel na conclusão do lance.

4- O segundo tempo começou mais equilibrado, o Palmeira voltou melhor postado e dificultou os ataques santistas. A melhor chance veio com Gabriel Jesus que aproveitou uma falha da zaga santista e arrancou rumo ao gol, mas concluiu para fora.

5- O Santos pouco ameaçava, mas chegou ao segundo gol numa bela jogada de Zeca pela esquerda, lembrou Zé Roberto nos tempos áureos, bem aproveitada por Gabriel.

6- O Santos e sua torcida acharam que o jogo estava liquidado. O Palmeiras não apresentava capacidade de reação. Com isto, Dorival retirou Gabriel, estava desequilibrando o jogo, para poupá-lo, visando a final com o Audax.

7- O Palmeiras não lutava, estava entregue, mas num chutão para frente, Barrios, tinha acabado de entrar no lugar de Gabriel Jesus, usou de sua experiência e físico para ganhar dos volantes e deu um balãozinho para a área. A zaga santista bateu cabeça, deixando livre para Rafael Marques empatar.

8- No lance seguinte, o mesmo Rafael Marques se antecipa à zaga e desvia de cabeça um cruzamento vindo da esquerda,  empatando o jogo. Resultado injusto e imprevisto pelo que aconteceu na partida.

9- O Santos ainda cria uma excelente chance, mas Lucas Lima conclui fraco e Prass bota para escanteio.

10- Com o empate, o Palmeiras passa de improvável vencedor para grande favorito, veio à mente de todos, a excelente fase de Prass para defender pênaltis e a juventude da equipe santista para suportar o baque.

10- Já nas primeiras cobranças, o Palmeiras marca, e Lucas Lima, um dos craques do time, desperdiça para o Santos, em uma boa defesa de Prass. Pressão aumentando na garotada santista.

11- Na sequência, a situação se inverteu, o Palmeiras perde com Lucas Barrios, uma das estrelas do Palmeiras, e o Santos marca. Disputa empatada.

12- Veio Rafael Marques, o herói palmeirense no tempo normal, o cara que deu uma sobrevida ao Porco. Porém, brilhou a estrela de Vanderley, defendendo a segunda penalidade da noite. Vantagem praiana.

13- A meninada santista foi marcando as cobranças, até David Brás, um dos culpados pelo primeiro gol, fez a sua.

14- Na última cobrança, Prass chuta para fora e classifica o Peixe para a final. Resultado justo pela campanha dos dois times no campeonato e pelo jogo.

Os Deuses do futebol sentados no Olimpo devem ter dado muita gargalhada, pois mais uma vez mostraram que o jogo só acaba quando termina, nada de comemoração antecipada antes do apito final. Na cobrança dos pênaltis, os medalhões desperdiçaram, mais uma lição, agora para quem acha que nome resolve tudo. A partida foi mais uma amostra que o futebol é o que é, por isto sofremos e vibramos tanto por este esporte definido por Arrigo Sachi como:  “a coisa mais importante dentre as coisas menos importantes das nossas vidas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.