Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

sábado, 21 de maio de 2016

Dois pontos perdidos

Se eu tivesse um blog sobre viagens com certeza escreveria o post de hoje com muito mais prazer, visto que hoje tive a felicidade de conhecer a Praia dos Carneiros em Pernambucano,  sem dúvidas, um passeio 99% prazeroso e 1% cansativo. 

Voltei mais cedo para Porto de Galinhas para ver o jogo, rodei um pouco e logo encontrei uma Arena. 


O primeiro tempo foi horrível, Bahia e Paraná não fizeram nada digno de registro. O tricolor foi totalmente capenga, só tentava pela direita, mas Hayner fez questão de mostrar para Doriva e para torcida porque era reserva de Tinga, até o garçom da Arena perdeu a paciência com ele. Nosso lado esquerdo não entrou em campo, Paulo Roberto até fechava o setor bem por ali,  mas não acertava um passe na saída de bola, João Paulo deve ter ficado em SSA, assim Moisés foi nulo no apoio até sair contundido. Primeiro tempo para esquecer, futebol de quinta divisão,  me fez lembrar a famosa música do Caceta e Planeta "se o Bahia daqui é assim, imagina o da Jamaica".

No intervalo resolvi mudar de Arena para atrair bons fluídos, deu um certo resultado, o Bahia voltou melhor, a entrada de Juninho, mostrou que não pode ficar no banco, no lugar de PR, melhorou a saída de bola e os passes longos da equipe, começamos a apertar o Paraná e chegar mais. Luisinho que tinha entrado no lugar de Moisés, deu mais movimentação ao lado esquerdo, com isto começamos alternar jogadas pelos dois lados. Quando Thiago Ribeiro começou a aparecer no jogo com um bom arremate e um bom cruzamento, Doriva resolveu sacá-lo para entrada de Henrique, na hora achei que Zé Roberto é que deveria ter saído. Porém reconheço que Doriva acertou,  pois ZR cresceu no jogo e apareceu mais.

Criamos novamente algumas chances, desta vez, entendo que não fomos incompetentes nas conclusões, o goleiro deles fez boas defesas e a trave foi carimbada duas vezes.

O Paraná só teve 3 chances durante o jogo, toda aos 43 minutos, uma na primeira etapa e duas na segunda.

Empatar fora de casa contra o Paraná não pode ser considerado um resultado desastroso, mas considerando as circunstâncias da partida acende a luz amarela,  pois o futebol apresentado na etapa inicial foi para lá de medíocre e na parte final do jogo, mesmo dominando o fraquíssimo adversário, mais uma vez fomos incapazes de fazer um golzinho. Acorda Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.