Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

sábado, 30 de julho de 2016

Não temos tempo a perder

Depois da sequência absurda de maus resultados do Bahia, só me restava apegar ao grande sucesso "Tempo Perdido" da maior banda de rock do Brasil, Legião Urbana, que tem como primeira estrofe.
Todos os dias quando acordo
Não tenho mais o tempo que passou
Mas tenho muito tempo
Temos todo o tempo do mundo

Porém, a cada jogo que passa só nos resta não ter mais o tempo que passou. Ou seja, não temos mais todo o tempo do mundo para mudar a realidade do Bahia no campeonato, cada jogo disputado é um triste evento para se esquecer.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Não foi acaso, foi trabalho

Enfim um jogo do Bahia onde podemos perceber organização tática com os jogadores bem distribuídos em campo, ocupando os espaços na marcação e na criação de jogadas. Destaco o bom trabalho do nosso meio que vinha muito apagado nos últimos jogos, em especial na primeira quando chegamos em quantidade e com qualidade. As imagens deste post demonstram um padrão de posicionamento dos meias que jogaram mais próximo ao gol adversário. 

domingo, 24 de julho de 2016

1x0 é goleada

Um novo Bahia entrou em campo contra a Luverdense, eram 6 novidades em relação ao time que vinha jogando, sendo 5 estreias. De cara nova, o futebol foi renovado e o time voltou a ganhar. Não foi uma partida de encher os olhos, o futebol apresentado não foi exuberante, mas foi suficiente para garantir o triunfo e dá novo alento a torcida na briga pelo acesso.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Rápido e Caceteiro (11)

O que os jogadores nos dizem: o futebol sempre teve boas histórias de frases cômicas e marcantes ditas pelos atletas, é impossível não se lembrar das tiradas de Dadá Maravilha, ou mais recentemente de Túlio, algumas ajudaram a alimentar o folclore e apimentaram o nosso futebol. Por outro lado, algumas frases escancaram o lado obscuro do futebol, a mais marcante é a de Vampeta quando atuava pelo Flamengo "Eles fingem que me pagam, eu finjo que jogo".

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Novos contratados do Bahia

Enfim, a Direção começa a anunciar as novas contratações do Tricolor, as três anunciadas até o momento são para o setor defensivo, Muriel "trocado" por Lomba, Eduardo para substituir Hayner, e Luiz Antônio para o lugar de Paulo Roberto. 

segunda-feira, 18 de julho de 2016

EC Bahia: soluções simples para problemas complexos

Este é o tipo de post que não gosto de fazer, prefiro escrever sobre os jogos, pois são disputados na frente de milhares de pessoas, milhões se contarmos os telespectadores, sob as luzes dos holofotes ou do sol, e com dezenas de microfones e câmeras gravando o que acontece, mesmo assim, me prendo aos aspectos táticos e técnicos da partida, pouco falo sobre arbitragem, por desconhecer o que se passa nos bastidores. Contudo, o jogo sobre o qual pretendo tecer alguns comentários neste post, é disputado nos bastidores, nas sombras e penumbras dos imensos salões, sem registro auditivo ou fotográfico, falo da guerra surda e suja pelo poder no Bahia, ou como prefere o torcedor, da saída de Marcelo Santana.

sábado, 16 de julho de 2016

Mais do mesmo

Ontem foi um dia para entrar na história, infelizmente de forma negativa, logo ao acordar fiquei sabendo que um radical fez mais um bestial atentado à vida humana, passando um caminhão por cima de uma multidão em Nice na França, ceifando dezenas de vidas, ferindo outras dezenas, e impactando diretamente a vida de milhares de pessoas, e indiretamente toda a população da terra. Não acho que os aviões da OTAN, EUA e Rússia com seus "cirúrgicos" ataques que também deixam um rastro de milhares de inocentes mortos vão resolver esta questão, não existe fórmula pronta. Do meu lado, só cabe registrar aqui minha tristeza e indignação pelo ocorrido.

De tarde, fomos surpreendidos com um golpe militar na Europa, mais precisamente na Turquia. Quem diria que em pleno século XXI, aconteceria um golpe militar no continente mais evoluído. Até agora, não sei se o levante foi bem ou mal sucedido, e quais as causas do mesmo. Mais uma vez, só me cabe registrar a indignação e surpresa com o fato.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

O pequeno gigante

Não tem necessidade de escrever nada, apenas vejam os vídeos e relembre os lances do pequeno gigante, Osni, ídolo da torcida tricolor. Parabéns. 






quarta-feira, 13 de julho de 2016

Cabeça nas nuvens, pés no chão

Vai recomeçar a Série B para o Bahia, foram 10 dias de seca e espera para sua apaixonada e cada vez mais ansiosa torcida. Neste período, o clube passou por uma turbulência digna de tempestade aérea; o elenco foi isolado no paraíso de Porto Seguro, onde deve ter se dedicado a dias de treino intenso;  o Presidente, MS, sofreu um duro, merecido, porém exagerado, processo de execração pública por parte da imprensa e torcida; jogadores foram justa e injustamente dispensados; e contratações foram realizadas ou encaminhadas.


Os torcedores do Bahia adoram relembrar suas glórias do passado, é sempre bom falar de 59, 2010 e, em especial, 88, pois vivi de perto esta história. Mas, em momentos como o atual, precisamos também lembrar e refletir sobre os anos que fracassamos, pois como dizem "a derrota e o fracasso servem como aprendizado". 

terça-feira, 12 de julho de 2016

Lições da Eurocopa

Mais uma vez a Europa deu um show com a Eurocopa, jogos extremamente parelhos e disputados, resultados imprevisíveis, torcida vibrante, jogador emocionado, ou seja, todos os ingredientes que fazem do futebol o esporte mais apaixonante. Entendo que o futebol brasileiro e osulamericano têm muito a aprender fora e dentro do campo com a galera do velho mundo, inclusive com os erros. Neste post, levantarei alguns pontos que acho importante, começando com os de fora do campo:

quinta-feira, 7 de julho de 2016

1982 a 2014, 32 anos de histórias

Eu poderia até escrever um post sobre este momento de crise que passa o Bahia, mas seria só mais um para bater e criticar Marcelo Santana e sua turma, acho melhor esperar sair a lista oficial de dispensados e contratados porque a discussão fica menos no achismo e mais concreta. De antemão, acho que a lista preliminar de dispensa divulgada tem mais o intuito de agradar a torcida do que de resolver o problema, sendo bem sincero, acho que tem atleta pagando por crime alheio, o que é muito ruim para o futuro da equipe. 

Feito este registro, vou aproveitar o momento para aprofundar uma discussão sobre a seleção brasileira que venho tendo com os colegas do baba aqui em BSB. Para alguns, boas são as de 94 e 2002 porque foram campeãs; para outros, nos quais me incluo, boa foi a de 82, porque jogou um belo futebol e marcou época. Nem vou entrar na discussão se Dunga é mais jogador do que Falcão, apenas por ter um título mundial, pois, apesar de respeitar Dunga e achar que ele não era o brucutu vendido pela imprensa como o símbolo da fracassada seleção da copa de 90, prefiro o estilo de jogo de Falcão, tem mais a ver com o futebol que aprendi a gostar. Farei uma breve reflexão sobre as seleções de 82 a 2014.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Ladeira abaixo

Salvador é famosa por suas belezas naturais, mas também pelo seu relevo, temos a Cidade Baixa e a Cidade Alta, e haja ladeira para subir e descer. Infelizmente, não é incomum um caminhão ou um ônibus perder o freio e descer a ladeira desgovernado, causando um razoável estrago. Sei que isto não tem nada haver com futebol, mas é a única metáfora que me vem à cabeça para descrever o que está acontecendo com o Bahia, são impressionantes e vergonhosas 6 derrotas em 7 jogos, sendo 2 em casa para time que acabaram de subir da Série C.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Rumo à primeira: Sequência perfeita

Para um time que vem fazendo uma campanha claudicante e patinando entre o sétimo e o nono lugar não poderia ter melhor momento para pegar a sequência de jogos do Bahia, uma dádiva dos deuses.

O primeiro jogo é em casa contra o Vila Nova que ocupa a modesta 14ª colocação, tendo perdido 4 jogos dos 6 que fez fora  de casa, vencendo 2.

sábado, 2 de julho de 2016

Está na hora de acordar

Perder para o Ceará no Castelão não pode ser considerada uma catástrofe, afinal é um time tradicional e que vem fazendo um bom campeonato. Os 6 pontos que estão fazendo falta e nos deixando fora do G4 foram as derrotas para o Londrina em casa e para o fraquíssimo Tupi, estas sim, duas catástrofes.

Guto Ferreira, o famoso Professor Guto, o Gordiola, ressuscitou o velho esquema de Doriva com 3 atacantes e, inicialmente, repetiu o mesmo erro colocando Edigar Junio pela direita, onde nunca rendeu no Bahia, e Thiago Ribeiro pela esquerda. No meio, optou por Paulo Roberto no lugar de Feijão, no gol, colocou Jeanzinho, e na lateral esquerda optou por João Paulo. Acho que acertou no meio e no gol, PR não complicou e fez bem seu papel, e Jeanzinho foi o principal jogador do time em campo, com pelos menos 4 defesas difíceis e importantes. Mas, errou na lateral, não que JP tenha feito uma partida ruim, mas também nada fez que merecesse destaque, acho que Moisés seria mais útil.

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Carta aberta aos jogadores do Bahia

Prezados atletas,

Vocês não imaginam a felicidade que fico quando leio declarações como estas:


"Sabemos da dificuldade, contamos com o apoio do torcedor. É difícil chegar no estádio e a torcida estar contra. Se juntar time e torcida, o objetivo será conquistado no fim da temporada.” Hernane Brocador.