Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Pontos a melhorar

Como já disse no post anterior, assisti o jogo pelo rádio, assim não foi possível ver detalhes da postura do Bahia. Porém, mesmo pelo rádio, o que foi confirmado pelos melhores momentos, deu para perceber que o Bahia explorou muito o lado direito, enfim Eduardo começa a aparecer, este pode ser um reflexo positivo do esquema com Juninho e Luiz Antônio um de cada lado, o que facilita para os laterais. Porém, como já dito aqui neste blog, este esquema deixa nossos dois zagueiros expostos, o que está bem caracterizado na sequência deste texto.


Acho ser este o momento apropriado para mostrar os erros, pois quando se ganha, temos a mania de fechar os olhos para o que está errado, mas é exatamente nos momentos bons, que temos de encarar e consertar os erros. No primeiro lance detalhado na sequência, a princípio não tem nada demais no posicionamento da defesa tricolor, o problema é que este posicionamento errado se repetirá no segundo, vamos às imagens.


Numa primeira análise, tive dificuldade de perceber a falha da defesa,mas quando vi o lance seguinte, notei que Jackson estava sempre muito distante de Karanga, assim, nosso zagueiro estava sempre correndo atrás, e como é lento, sempre chegava atrasado. Vejam que Eduardo estava apoiando, Moisés em uma zona perdida do jogo, e espertamente Karanga se posicionou entre ele e Jackson, ainda bem que estava impedido. Vamos ao segundo lance.


Neste lance, o Bahia foi salvo por uma excelente defesa de Muriel, será que ainda tem alguém com saudades de Lomba? De novo, notamos Karanga nas costas de Jackson, mais precisamente na meia-direita entre ele e Moisés. Citei nosso lateral nos dois lances, mas entendo que ele não falhou em nenhum. O problema que vejo é que nossos zagueiros acabam se adiantando para suprir a falta de um meia na proteção da zaga, o que acaba deixando as costas livres para os adversários.

O próximo lance, novamente com Karanga, mostra mais uma vez nossa zaga adiantada, ficando totalmente exposta após um erro primário de Juninho. Notem que no início da jogada, Thiago está lado a lado com o avante paranista, do meio para o final ele mal aparece, ainda bem que Karanga tentou se redimir do gol perdido e fez merda.



Na parte ofensiva, fomos muito bem, 3 gols e 3 bolas na trave num mesmo jogo é coisa rara. Ademais, pela primeira vez  em um bom tempo, podemos dizer que o Bahia ganhou 2 seguidas folgado sem passarmos por grandes sustos. Chamo atenção apenas para este lance, por duas vezes, Cajá teve Eduardo livre e optou por outra jogada. Ontem, não fez falta, contudo não podemos desperdiçar lances assim, ou seja, um meia com a qualidade do nosso 10 não pode tomar tanta decisões erradas, precisa estar mais ligado no posicionamento dos companheiros, pois espaço e tempo ele tinha de sobrar para perceber a passagem do nosso lateral. Aproveitando, o bandeira deu impedimento neste lance, mas reparem na 2ª imagem que o defensor está dentro da área e Eduardo fora.



Bom que nada do que mostrei neste post atrapalhou o triunfo e a festa tricolor, mas como diz Murici "a bola castiga".

Espero que a empolgação que tomou conta da torcida não tenha contagiado o ambiente no Fazendão, lembro que no primeiro turno fomos bem até os 3x0 no CRB, depois o pirão desandou. Enfim, nos dois últimos jogos, os jogadores mostraram foco, o que fez o time mais forte, assim o futebol fluiu e os gols começaram a sair com naturalidade. Quanto aos torcedores, é continuar acreditando e repetir o apoio que deu no último jogo. Como já disse aqui várias vezes, com a torcida ao seu lado, o Bahia se agiganta e terá plenas condições de beliscar esta vaga na Série A, uma vez que adversários estão doidos para nos entregar a nossa vaga, 3 dos 4 primeiros colocados não ganham há pelos menos 4 rodadas, resta nos agarrarmos a este presente com unhas e dentes e não soltar mais.

Um comentário:

  1. Miguel,

    Já destaquei que não gosto deste esquema 4-3-3 implantado no Bahia. E a falta de um frente de zaga marcado expõe o time mais ainda. O meio de campo não pode errar passe porque aí o adversário pega a defesa totalmente sem proteção na frente da zaga.

    O Paraná sabendo desta falta de proteção à zaga pressionaram a nossa saída de bola, aproveitando os erros de passes de Juninho. A falta de um marcador especialista resultou na instabilidade da zaga e daí surgiram as melhores oportunidades do Paraná durante o jogo. Para jogar com 3 atacantes, precisamos de um meio de campo que alie marcação e ataque com mais eficiência. Além disso, os nossos laterais não podem subir juntos com o 4-3-3. Um tem que guardar posição para recompor a linha de defesa, principalmente porque os nossos atacantes não auxiliam na marcação. Por isso é que acredito que um esquema 4-4-2 ofereça um maior equilíbrio ao time durante o jogo.

    Até tomar o primeiro gol, o Paraná jogou no erro do Bahia. A sorte esteve ao nosso lado quando Edgar Junio errou a cabeçada e a bola sobrou limpa para detonar o goleiro do Paraná. O gol deu ânimo para o time continuar buscando o ataque e colocou o Paraná nas cordas. Foi um jogo que mostrou a evolução do preparo físico do time após a parada providencial de 15 dias.

    O jogo contra o Joinville vai ser outro momento para mostrar que o time está a fim de brigar pelo acesso. Pegaremos um clima mais frio, um campo com menor dimensão e um time que luta para sair do Z4. Se mantivermos a mesma disposição de protagonistas dos dois últimos jogos, acredito em um triunfo sem sustos.



    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.