Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

O futuro a Deus pertence

Toquinho é sem dúvidas um dos mestres da MPB. Em duas canções pretensamente infantis, ele aborda de forma magistral o futuro, confrontando nossos desejos com as incertezas inerentes ao futuro. Na primeira música, O caderno, ele fala como se fosse o caderno de uma garota, mas quem é pai de menina, o que é meu caso, tenho uma linda e esperta de 13 anos, sabe que ali ele deposita todos os desejos e sonhos da paternidade, quem não gostaria de ser colega, amigo e confidente de sua pequena?




Na segunda, a clássica Aquarela, ele descreve de forma genial o futuro com palavras simples, mas que marcam:

E ali logo em frente, a esperar pela gente, o futuro está.
E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar,
Não tem tempo nem piedade, nem tem hora de chegar.
Sem pedir licença muda nossa vida, depois convida a rir ou chorar.
Nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá.
O fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar.

Prever o futuro sempre foi uma obsessão da humanidade, todos conhecem o famoso Nostradamus e suas profecias sobre o tudo ou sobre o nada, certas ou erradas, elas estão aí até hoje assombrando ou divertindo a galera. Fazendo uma média com a galera da igualdade de gênero, tínhamos também a Pitonisa que era uma sacerdotisa do Oráculo de Delfos e amplamente renomada por suas profecias que lhe davam uma importância pouco comum para uma mulher no mundo dominado pelos homens da Grécia Antiga.

Este blá-blá-blá todo é só para justificar as previsões que virão no restante deste post. Meu lado torcedor prevê que após obter o acesso em 2016, o Bahia conquistará a Bahia, o Nordeste e o Brasil de forma invicta em 2017, decidirá a Libertadores 2018 com o Boca em plena La Bombonera e sapecará 3x0 nos hermanos, e em dezembro do mesmo ano, vingará o Peixe, com Feijogbá anulando Messi, e Mayron metendo 2 e dando duas assistências.

Já meu lado Nostradamus prevê que: quando o verão chegar, 4 torcidas localizadas em diferentes regiões de um país tropical, algumas formadas por milhares de apaixonados, outras por alguns gatos pingados, comemorarão o acesso ao principal torneio do país, sendo que um destes times poderá ser a sensação do torneio durante a primavera nos anos subsequentes. Enquanto isto, 4 torcidas ou moquequinhas chorarão a queda dos seus inofensivos leões/gatinhos de zoológico.

Voltando ao futebol, vamos às previsões para os próximos 5 jogos:

Timbu x Bahia - 10/09/2016 - Arena Pernambuco: não se pode chamar de um clássico nordestino, mas será um jogo complicado. O Timbu vem de 1 triunfo,1 empate, e 3 derrotas nos últimos 5 jogos, mesmo assim está na nossa cola com 31 pontos. A recente troca de treinador pode trazer motivação extra ao grupo, porém o time entra com um padrão de jogo incipiente, e o técnico tem dificuldade de alterar o panorama por desconhecer o elenco, passamos recentemente por isto na chegada de Professor Guto. Por seu lado, o Bahia jogará sem Cajá, entrando Régis no seu lugar, perdemos um articulador e ganhamos uma meia com mais velocidade e capacidade de carregar a bola. O fato do jogo ser na Arena é bom para o Bahia, o campo é no mesmo padrão da Fonte e a torcida alvi-rubra não deverá lotar o estádio, mesmo com a promoção no valor do ingresso. Entendo que temos time para ganhar e o momento é todo nosso, mas não me surpreenderia com um empate.

Papão X Bahia - 13/09/2016 - Estádio da Curuzu: o Papão é nosso freguês, mas levar o jogo para o acanhado estádio da Curuzu, com um gramado sofrível, complicou muito nossa vida. Os caras vêm de 3 derrotas seguidas, após 2 triunfos, hoje pegam o Brasil em casa (vamos torcer para que ganhem). O time deles é inconstante e tem Alexsandro como centroavante, estão na 15ª posição com apenas 1 ponto acima do Z4, por isto cada jogo é um decisão. Lembro que no ano passado, um empate de 0x0 no Mangueirão sacramentou a demissão de Sérgio Soares, passamos a maior parte do tempo com 1 a mais, mas fomos incapazes de marcar um mísero gol. Não vai ser fácil, mas o Bahia broca.

Bahia x Goiás - 17/09/2016 - Fonte Nova: quando o campeonato começou, eu não tinha dúvidas que o Esmeraldino seria vaga certa no G4, porém a montagem do elenco, apostando em veteranos, não deu a liga necessária e eles passaram a ser habitué no Z4. A campanha continua com altos e baixos, nos últimos 5 jogos foram 2 triunfos, 2 empates e 1 derrota. Mesmo sendo um adversário que historicamente dá trabalho ao Bahia, não tem como não cravar o triunfo tricolor, qualquer outro resultado será surpresa e catastrófico para nossas pretensões.

CRB X Bahia - 24/09/2016 - Rei Pelé: quem diria que a esta altura do torneio o CRB estaria nas cabeças. O elenco é limitado, mas bem treinado, formando um time arrumado e aguerrido, que vem brocando em casa. No primeiro turno, metemos 3x0, nosso último grande jogo naquela fase do campeonato, mas quem assistiu sabe que não foi fácil, e contamos com uma noite inspirada de Régis. Este seria um jogo chave para ganhar, já que é um adversário direto, mas mesmo com a história a nosso favor, o CRB sempre foi nosso freguês, e com a campanha ruim deles nos últimos 5 jogos (3 empates, 1 triunfo e 1 derrota) acho que no máximo conseguiremos um empate, sendo mais provável o triunfo deles.

Bahia x Tigre - 30/09/2016 - Fonte Nova: outro adversário tradicional que sempre faz jogo duro conosco. A derrota de virada no primeiro turno foi o início da nossa pior fase no torneio. Entendo que eles não querem subir, se contentam em ficar na Série B, onde se sentem mais à vontade, me baseio na venda de Lucca em 2015 e de Thiago este ano, não por coincidência seus melhores jogadores nas respectivas temporadas. Ano passado, ganhamos por 1x0 com um gol no final, mas este ano não tem zebra, o Bahia brocará com certeza.

Enfim, prevejo que o Bahia fará 10 pontos nos próximos 5 jogos, boa pontuação quando levamos em conta que 3 jogos não serão na Fonte, e nos dois lá, enfrentaremos adversários tradicionais. Eu trocaria sem nenhum problema o triunfo sobre o Papão por um no CRB. Porém, não sou Nostradamus, nem Pitonisa, e sou daqueles que acreditam que o futuro a Deus pertence.

O que todos queremos é no fim desta jornada, lá no verão de Nostradamus, comemorar o acesso tricolor "Com alguns bons amigos bebendo de bem com a vida", como disse o Mestre Toquinho. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.