Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Alguns atalhos para o triunfo

Depois de curtir o Dia das Crianças com a galerinha, tirei um tempinho para ver os melhores momentos dos jogos do Brasil de Pelotas, foquei em dois fora de casa, contra o Náutico, forte concorrente ao acesso, e Tupi, time frágil e virtual rebaixado.


Nos dois vídeos, percebi que o Brasil de Pelotas costuma defender com até nove jogadores, mesmo contra o frágil Tupi era possível notar esta estratégia defensiva. Normalmente marcam no 4-4-1 e deixam apenas um jogador adiantado para puxar o contrataque. Em geral, eles tomam poucos gols for de casa, pois pouco se expõem.



Reparem nas imagens acima que a grande área deles está sempre congestionada com vários jogadores.

Entretanto, mesmo com esta montanha de jogadores altos dentro da grande área, o Brasil se mostrou frágil nas bolas lançadas de frente sobre os zagueiros para aproveitar a velocidade dos avantes. O primeiro lance ilustrado abaixo resultou no gol do Timbu, quando o atacante saiu de trás do lateral esquerdo e apareceu livre na frente do goleiro. No segundo lance, o Tupi quase marca, mas o goleiro dos Xavantes defendeu. De qualquer forma, a defesa do Brasil mostrou fragilidade e lentidão nos dois lances, sendo esta uma brecha que pode ser aproveitada pelo Bahia, com Hernane saindo da área para puxar os zagueiros, com Edigar Junio e Wesley Natã entrando na diagonal para receber os lançamentos de Juninho e Cajá.




No vídeo do gol do Náutico fica evidente o que disse acima.


Outra boa opção é explorar as jogadas rápidas pelas laterais, espero que WN faça uma boa dupla com Eduardo, explorando a velocidade do nosso lateral nas costas da zaga deles. Do outro lado, é torcer para EJ e Moisés manterem o bom nível de atuação dos últimos jogos. Enfim,  para que tudo isto funcione será fundamental uma atuação ligada e inspirada de Juninho e Cajá, deixando Luiz Antônio com o papel pesado de carregar o piano, o que ele tem feito muito bem no segundo turno.

Defensivamente, precisaremos ter cuidado com a bola aérea deles, o lance forte é o mesmo que nos fez perder para o Londrina recentemente e para o próprio Brasil no primeiro turno, bola alçada de longe para a entras dos zagueiros. Jackson e Thiago precisaram bastante da ajuda de HB, Moisés e outros para conter esta jogada. Precisamos ficar atentos e evitar bolas perdidas na intermediaria, pois o contrataque deles costuma ser veloz.

Por fim, entendo que dificilmente deixaremos escapar estes 3 pontos, o momento dentro de casa é muito bom e o Brasil vem perdendo fôlego após garantir a permanência na Série B em 2017. Mais uma vez, espero ver a Fonte com um bom público e jogando junto com o time, pois mesmo considerando o dito acima, o Brasil é um adversário complicado e necessitaremos de muita paciência e apoio da massa para romper a retranca dos Xavantes.

Um comentário:

  1. Geralmente, os jogos contra times da região sul são encardidos para o Bahia. Poucas vezes o Bahia entendeu o jogo pesado dos times do Sul e tirou proveito.

    O Brasil de Pelota não foge à regra e sempre deu trabalho. Lembro de dois jogos pela série C de 2006, principalmente o na antiga Fonte Nova. Foi um empate de 2 X 2 que em nenhum momento tivemos vida fácil.

    O time atual do Brasil tem muitos jogadores com idade avançada e isso pode nos favorecer em um campo com as dimensões da Fonte Nova. O Bahia vai ter que aliar rapidez e qualidade no passe para transpor o sistema defensivo deles. E o lado esquerdo deles tem o fraco Marlon, lateral de triste lembrança que atuou no tricolor ano passado.

    Não vejo outro resultado a não ser o nosso triunfo. Não acredito em um placar elástico, porém manteremos os 100% em casa neste segundo turno.

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.