Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

sábado, 5 de novembro de 2016

Jogo horrível, resultado fundamental

Moqueca de peixe para dois no Paraíso do Dendê: R$ 80,00
Van para Goiânia com direito a bebida: R$ 100,00
Ingresso para o jogo: R$ 30,00
Churrasquinho de gato na porta do Serra: R$ 5,00
Comemorar um gol do Bahia no estádio ao lado da galera: não tem preço


Ontem, a galera de Brasília, as duas embaixadas se fizeram presentes, desceu em peso, dos 200 - 300 tricolores que estavam no Serra, a maioria absoluta era candanga, vans e carros particulares se cruzavam pela estrada. Passamos no hotel, mas o time já tinha descido para o Serra. Para nossa alegria, o grande ídolo Nonato estava no Serra e foi tietado por todos. Fui em uma van que saiu às 15:30, chegando às 3:30 de volta em casa, ou seja 12 horas dedicadas ao Tricolor.

Sobre o jogo, foi um baba, com todo respeito ao babas, horrível. Professor Guto insistiu no mesmo esquema, só trocando as peças, Renê Júnior no lugar de Luiz Antônio, troca que eu não faria; Régis no lugar de Cajá, entendo como justa a titularidade de Régis neste momento; e Victor Rangel na vaga de Wesley Natã, aqui é uma troca de 6 por 1/2 dúzia, nenhum dos dois tem condições de ser titular do Bahia. Tirando a falta cobrada magistralmente por Juninho, em uma jogada ensaiada, batendo por fora da barreira e achando o cantinho do fraco goleiro goiano, o Bahia não fez mais nada que mereça registro, mesmo jogando quase todo o segundo tempo com um jogador a mais.

Decididamente, este esquema adotado por Guto não serve para jogar fora de casa, ganhamos, mas fomos incapazes de segurar a bola ou criar situações de gol. O Vila com seu limitadíssimo time ainda criou duas chances claras de gol, em dois contrataques puxados rapidamente nas costas dos nossos laterais, mas ambos foram concluídos de forma bisonha, o segundo então foi digno do Inacreditável Futebol Clube, o centroavante jogou na trave já com Muriel batido.

Não tenho mais nada a falar do jogo, até acho que já escrevi demais sobre esta péssima partida. Entretanto, ganhar fora de casa era tudo que precisávamos neste momento crucial do campeonato, sempre brincava com a galera da Embaixada que íamos a Goiânia por o Bahia no G4, e cumprimos nossa missão, tenho certeza que Avaí ou Náutico tropeça hoje, e não saíremos mais da zona de acesso.



Faltam 4 jogos, 2 fáceis em casa e 2 complicados fora. Acho que passaremos por cima do Sampaio e do Braga na Fonte, mas teremos sérias dificuldades com o Luverdense em Lucas do Rio Verde, e com o Dragão no Olímpico de Goiânia. Não interessam as dificuldades, precisamos pontuar no Mato Grosso para jogar um simples amistoso contra o rubro-negro do Centro-Oeste. As chances de são subir são reais, só precisamos manter o foco.

É isto aí galera, a festa foi maravilhosa, como prometido no último post, emudecemos a torcida adversária e só se ouvia os cantos da Nação Tricolor, mas fomos incapazes de empolgar e acordar os jogadores em campo. O triunfo foi merecido não pelo futebol apresentado, mas por mais uma grande atuação da galera tricolor. Agora é lotar a Fonte e carregar o time para a Série A.

#JuntosVoltaremos

2 comentários:

  1. O jogo foi ruim, mas participar da festa da torcida desde a saída de Brasília foi maravilhosamente inenarrável

    ResponderExcluir
  2. O Bahia vai subir graças à torcida, que está acreditando e bancando o acesso. Definitivamente, Guto Ferreira é apenas um motivador e está longe de ser um técnico de futebol. Ele não enxerga o jogo e não tem um plano B quando a partida sai da normalidade.


    Não podemos mais cobrar que o time jogue bonito porque estamos na reta final e vamos precisar pontuar jogando bem ou mal. O que interessa é os 3 pontos e melhor ainda é saber que a sorte tem sido a nossa aliada em campo.

    Não pude ir à Goiânia por estar em processo de transferência de Brasília e me recuperando de uma lesão muscular, mas vi o quanto foi bonita a festa da torcida tricolor, especialmente a galera candanga. Parabéns pela organização e pela alegria.

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.