Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 29 de janeiro de 2017

Primeira brocada do ano

Vencer sempre é bom, não interessa o campeonato ou o adversário, é assim que enxergo o jogo de hoje. Os 2x0 contra o Jegue não veio acompanhado de um futebol exuberante, mas garantiu os primeiros três pontos do Bahia no Baianão.

O Bahia veio bastante modificado em relação ao time que jogou contra o Fortaleza, mas manteve o esquema 4-2-3-1, porém duas reparei em duas diferenças básicas, primeira, quando o Bahia tinha a bola, Édson se posicionava no meio dos zagueiros e os laterais avançavam abertos pelos lados, com Cajá, Zé Rafael e Mateus Sales responsáveis por armar o time. Segunda, Zé Rafael já se movimentou mais e não ficou mais fixo do lado do campo, coincidência ou não, seu futebol começou a aparecer e ele fez sua melhor apresentação com a camisa tricolor.

O jogo começou com o Jacobina melhor postado em campo, marcação alta, impedindo a saída de bola do Bahia, e com um melhor toque de bola do que o tricolor. O Bahia só foi chegar aos 10 minutos, quando Diego Rosa tocou para Eduardo, após o cruzamento Gustavol chutou em cima da zaga. Não demorou para o Bahia abrir o placar, Édson roubou a bola no meio campo, avançou e colocou ZR em condições de marcar, o chute saiu na diagonal, 1x0 tricolor. Logo depois, Eduardo fez boa jogada pela direita, mas Gustavol cabeceou por cima. O único susto que tomamos no primeiro tempo fez ressurgir nossos piores pesadelos com Jeanzinho, em um chute despretensioso de longe, nosso arqueiro foi com a mão mole e quase toma um peru.

No final do primeiro tempo, em uma cobrança de escanteio bem ensaiada, ZR tocou para trás, Cajá chutou a gol e Édson só encostou para marcar o segundo tricolor, mas o bandeirinha anulou.

Na etapa final, o jogo esfriou e o Bahia se limitava a tocar a bola, mas sem forçar em busca do segundo gol. O mesmo veio em uma magistral cobrança de falta de Juninho, tinha entrado no lugar de MS ainda no primeiro tempo. Nada mais aconteceu no segundo tempo, apenas mais um impedimento mal marcado que impediu o terceiro gol tricolor.



Neste momento da temporada, sempre é bom ganhar, o time precisa disto para ganhar confiança e superar a falta de preparo. Analisando individualmente alguns atletas, gostei de Édson, além de fechar bem a frente da zaga, apareceu e carimbou todas as bolas na nossa saída; não vi nada ainda em Mateus Reis, mesmo contra o frágil Jacobina pouco apareceu no ataque; Mateus Sales foi outro que ficou devendo, uma falta violenta no campo de ataque, ainda no início do jogo, fez que fosse substituído ainda no primeiro tempo; Diego Rosa apareceu pouco e ficou muito preso pelo lado direito, mas tem de reconhecer que se movimentou bem na marcação do lateral deles; Gustavo já se movimentou bem mais do que em Orlando, deu um chute e duas cabeçadas a gol, mas ainda está devendo muito no quesito técnico, ainda apresenta em princípios básicos do futebol como a matada de bola; gostei muito da movimentação de Cajá, correu e procurou armar o time, porém ainda está lento e tomando a decisão errada, mas vi avanços no jogo de hoje; por fim, Zé Rafael, bastou jogar mais centralizado e se movimentando mais que seu futebol começou a aparecer.

Estamos Km de distância do que precisamos no ano, mas começamos a evoluir individual e coletivamente. Vamos ver o time que Guto vai por em campo na próxima quarta, mas arrisco que Alione deverá começar no lugar de Zé Rafael, eu daria mais uma chance a Gustavo como titular, resguardando Hernane para o jogo contra o Moto Clube pelo Nordestão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.