Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

segunda-feira, 8 de maio de 2017

As lições que ficam

Acabou a primeira parte do playoff entre Bahia e o rival, por enquanto a vantagem é deles, 2 triunfos contra 2 empates e 1 derrota. Ganharam o Ednaldão e nós a vaga na final do Nordestão. Faltam os 2 do Brasileirão para ver quem leva a melhor no ano.



Em termos de futebol, o Bahia foi melhor em pelo menos 3 jogos, mas não teve a competência ou a frieza necessária para marcar os gols, sobretudo na primeira partida da final do Ednaldão. Depois de tudo o que fica mesmo é a preocupação para o futebol baiano, pois para mim está nitido que os dois representantes do futebol baiano na Série A não possuem elenco para participar de forma digna do torneio, as fragilidades apresentadas demonstram que vão lutar e muito para não cair. Vou deixar a análise do Vice para quem entende e torce por eles, mas só vi Patrick e William Farias naquele time.

Sobre o Bahia precisamos nos reforçar nos 3 setores, temos um time razoável e que começa a apresentar um futebol coletivo mais sólido, mas pergunto de forma sincera, qual o jogador do Bahia que seria titular absoluto de um Cruzeiro ou Fluminense? Para ficar em dois times apenas medianos. Não sei responder, talvez Thiago ou Régis. Só para lembrar, Édson um dos nossos destaques no primeiro semestre era reserva no Flu.

Nossa fragilidade fica mais evidente quando olhamos para o elenco, decididamente, sem erro de errar, afirmo que não temos um plantel para disputar o brasileiro. Vou ser suscinto, pois estou em viagem e digitando no celular, mas pergunto se um dos nossos 3 meias, fundamentais no esquema tático de Gordiola, se contundir quem entra? Já vimos que Diego Rosa não dá conta, e com Edigar Junio, o time fica muito aberto e vulnerável. Nosso lateral direita vai sobreviver de improvisar Éder? Dependeremos de uma bola bem cruzada para Gustavo.

Ou seja, esta rápida e suscinta análise mostra que 5 ou 6 reforços precisam desembarcar esta semana no Fazendão. Serão 38 partidas com o nível no mínimo igual as 4 ultimas, quando ficou evidente a fragilidade do nosso elenco.

Ah, sobre o jogo de ontem, empate justo, poderia ter sido 1x1 ou 2x2, pois o Bahia dominou o início dos dois tempos, em especial no segundo, mas o rival se recuperou e terminou melhor, inclusive criando as melhores chances do jogo no final da primeira etapa. Enfim, os times se mostraram equilibrados por baixo, mas as torcidas quanta diferença, enquanto a tricolor deu um show na semi do NE, a muquequinha rubro-negra ficou caladinha durante 90 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.