Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

terça-feira, 6 de junho de 2017

Foi um passeio

Muitos corneteiros e invejosos dirão que o Bahia jogou contra o lanterna do campeonato, que o Bahia jogou em casa contra uma galinha morta, que o adversário é sério candidato ao rebaixamento, que somos time caseiro e mais um monte de blá-blá-blá, como diria o Legião, "E o que é que eu tenho a ver com isso?". Nem diria aqui que eles estão errados, mas o que importa é a consistência e intensidade com o que o Bahia vem se apresentando, nosso meio formado por 5 jogadores vem fazendo a diferença, impedindo o oponente de se armar, e mantendo um volume de jogo impressionante a nosso favor, ontem lá pela metade do primeiro tempo nossa posse de bola beirava aos absurdos 80%, é certo que o adversário era fraco, mas fizemos por onde para ter o direito de passear em campo.


Jorginho teve o mérito e a coragem de escalar Vinícius, inativo por 6 meses, no lugar de Régis, com isto nosso trio de meia ofensivo manteve sua característica e propiciou o domínio total do jogo. Seria injusto com nossos 3 meias dizer que Régis fez falta, mas seria injusto com nosso 20 dizer que ele não fez falta, entendo que com ele teríamos criados mais chances e seríamos mais agudos. Uma coisa que vem sendo fundamental no esquema tricolor é a versatilidade dos 3 meias, não é incomum, na verdade já faz parte do roteiro de jogo, a mudança constante de posição, ora vemos Alione pelo pela esquerda, Zé Rafael pela direita e Vinícius pelo meio, em minutos Vinícius já estava pela direita, Alione no meio e ZR na esquerda, esta alternância confunde a marcação do adversário e não raro nossos meias aparecem livres.

Ainda é cedo para dizer que o time apresenta características do novo treinador, mas duas coisas me chamaram atenção no primeiro tempo, a saída de bola sempre no toque de bola pelo, mesmo quando apertado pelo ataque adversário, e o crescimento assustador do jogo pela esquerda, nem nas melhores partidas da temporada nosso lado esquerdo foi tão ativo, ontem Matheus Reis apareceu muito mais no jogo do que Eduardo. Por sinal, MR vem crescendo a cada jogo, ontem fez sua melhor apresentação com o manto tricolor, seguro na defesa e extremamente participativo no ataque, com direito a uma bela arrancada no final do jogo.



Mais uma vez, Renê Júnior sobrou em campo, se desdobrando e novamente sendo onipresente, raça e determinação não faltaram ao nosso volante, ainda coroado com um belíssimo gol. Alione e ZR também se apresentaram muito bem, cada um no seu estilo, mas os dois participando e criando as principais jogadas do ataque tricolor, o que não faz a concorrência. Os dois estreantes foram bem, em especial Vinícius com deslocamento constante e sem se esconder do jogo, fez um e podia ter feito mais. Ferraresi jogou pouco tempo, mas deixou o seu e apareceu mais uma vez livre na área para concluir a gol. Como disse no último post, ambos poderão ser bastante úteis na nossa caminhada.

Na defesa, Jean foi bem nos dois lances que foi exigido e teve uma visão de jogo fantástico no lance que originou nosso segundo gol. Lucas e Thiago pouco trabalho tiveram com o obeso Valter, aqui abro um parênteses, é uma afronta aos colegas o cara jogar com um shape daquele, mesmo sendo um jogador diferenciado, é impossível o cara jogar em alto nível carregando uma melancia daquela na barriga, fecho parênteses. E nossos laterais foram mais atacantes do que defensores, Eduardo abaixo do que pode, e MR muito acima da sua média no Bahia. Fechando a parte defensiva, Juninho não deixou a peteca cair e substituiu Édson a altura, melhor que seja assim, pois pela insistência que Édson pegava no joelho na hora da contusão, acho que vai umas 2 - 3 semanas no mínimo para se recuperar.

Enfim, o adversário era de baixo nível, mas já é o quarto rubro-negro abatido na sequência e os 4 com troca de treinador após serem finalizados pelo Bahia. O oponente de quinta é a Raposa das gerais, sem dúvida um time bem mais qualificado, mas com a gana e fome de vencer que estamos jogando, acho difícil não caçarmos a Raposa. 

2 comentários:

  1. Vamos caçar a raposa e partir com tudo contra o grêmio. Esse ano beliscamos uma libertadores

    ResponderExcluir
  2. O Bahia ontem foi mais uma vez soberano dentro de casa. Sempre fui partidário que o Bahia tem que ditar a ritmo na Fonte Nova. E time com menos qualidade tem que cair na madeira e sem a gente dar chance para passar sufoco.

    Estou gostando muito da forma que o time está jogando sem um centroavante fixo. Com Hernane, Guto insistia em deixar Alione e Zé Rafael abertos na ponta para servirem Hernane. Agora o time joga
    sem um ponto de referência e isso facilita os deslocamentos nos espaços vazios.

    Edson e Renê Júnior estabilizaram a nossa linha de defesa. Por sinal, faço uma mea culpa por ter sido contra a renovação de Renê Júnior. Ele conseguiu se destacar positivamente e é titular absoluto hoje.

    Quero queimar minha língua com Jean também. Por enquanto ele tem sido perfeito no melhor fundamento dele - o reflexo. Tenho sido mais observador do que crítico nos jogos em relação a ele. As presépio as têm diminuído, porém vou aguardar as atuações dele em jogos de maior apelo para concluir se ele está evoluindo emocionalmente e tecnicamente mesmo.

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.