Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Chupa, corneteiros

Pensei que esta semana ficaria de folga do Sobahea, estou fazendo aquilo que mais me dá prazer hoje em dia, retribui parte da atenção que recebi de meus pais e avós. Estou em viagem com meus pais e minha avó, como é bom saber que ainda em vida retribuir parte do amor e dedicação que eles tiveram comigo, porra é bom demais ser o avô da minha avó, a quem chamo de mãe.

Mas, que porra minha vida particular tem a ver com Ponte x Bahia? De fato, com o jogo não tem nenhuma relação, mas não consigo entender como podemos exalar tanto ódio como li e ouvi esta semana da torcida do Bahia, tendo tanta coisa mais importante na vida. Não consigo entender como pessoas do bem conseguem por causa de uma sequência ruim na Série A deixar o "lado negro da força" sobressair, pergunto, sem nenhuma sacanagem, que porra é o Bahia frente a nossa vida do dia a dia, a um beijo do filho, a um carinho dos pais e avós, a um momento a sós com a esposa? Sei lá, cada um tem sua resposta, mas não descontem suas frustrações diárias em um só alvo, o Bahia não merece isto.



Esta semana, vi que é impossível não acompanhar o Bahia, foi uma luta arranjar um lugar para ver o jogo, fica cada vez mais evidente a importância desta paixão em minha vida, mas como disse antes, é só mais uma, só para exemplificar, enquanto escrevo este texto ouço um Anjo do Céu do Natirruts com minha filha ao meu lado.

Ah sim, consegui ver o jogo, quando comecei assistir, o Esquadrão já ganhava, percebi que o time recuava propositadamente e tentava sair no contrataque, fez isto algumas vezes com relativo sucesso. Por outro lado, a marcação do nosso lado direito vacilou algumas vezes e a Ponte levou perigo.

No intervalo, Jorginho apostou de vez no 442 e colocou Juninho, quem lê o blog sabe que sempre defendi 3 volantes fora de casa. O jogo continuou na mesma toada, a Ponte atacava, mas não aparecia mais chances como na etapa inicial, e o Bahia apostava no contrataque. E assim saiu nosso segundo gol.

Rodrigão de novo. Infrlizmente, o artilheiro da noite se machucou, e entrou Ferrareis. Aqui acho que Jorginho errou, eu entraria com JP para manter a referência no ataque. Por um tempo, ficamos perdidos, mas a Ponte não tinha mais força, pois nosso setor defensivo capitaneado pelo execrado Matheus Sales não deu chances a eles.

Ainda fizemos o terceiro. Reitero o título, chupa, corneteiros.

A senhora da foto é Dona Quita a melhor avó do mundo.

3 comentários:

  1. Pra mim a única ressalva a Jorginho hj foi a entrada de ferrareis ao invés de JP, pra faltou critério na substituição, no mais um bom jogo do time e do treinador, espero que agora venha uma sequência de bons resultados

    ResponderExcluir
  2. Antonio Neves
    Bom triunfo, nos deixou felizes e aliviados, mas não podemos deixar de pontuar algumas situações que precisam ser corrigidas.
    Em 1º lugar ótima estréia de Rodrigão, ele, Jean e René Jr. foram os destaques, Mendoza como sempre muito útil pela luta e esforço. O pior foi Eduardo, uma verdadeira avenida no 1º tempo, se posiciona e marca muito mal, Luca e Fernandinho fizeram a festa por ali; Jorginho consertou no 2º tempo, colocando Juninho que deu estabilidade e consistência defensiva principalmente no lado direito, apesar de continuar errando passes de 2 mts de forma bisonha. Passamos esses sufocos no 1º tempo porque o time se posiciona mal, não houve cobertura das laterais e os meias errando muito a troca de passes, abusando da individualidade e com uma transição lenta. Régis parece ainda sem ritmo, sem dar sequencia as jogadas e Zé Rafael continua individualista, precisando jogar mais coletivamente.
    As substituições também a meu ver foram equivocadas Ferrareis é muito fraco e Vinicius displicente, poderia ser o garoto João Paulo ou Allione.
    Ainda assim, fizemos um bom jogo e o que interessa são os 3 pontos e uma bela respirada na tabela de classificação.
    A exemplo do centroavante Rodrigão, já deveríamos ter pelo menos mais um zagueiro, pra domingo não ter que aturar e sofrer Becão ou Eder. Pelo menos acho que de Armero nos livramos.
    ST

    ResponderExcluir
  3. Miguel,

    Parabéns pela linda postura de dedicar parte do seu tempo a quem se sacrificou por anos para você ter uma caminhada mais tranquila. Que esta corrente do bem continue nas suas próximas gerações. Realmente, o Bahia não pode estar acima disso. Há muito tempo, mais precisamente desde o fatídico jogo contra o Brasiliense em 2004, que eu passei a não encarar o futebol com olhos de torcedor cegamente apaixonado. Mantenho minha paixão pelo nosso tricolor, mas nem um triunfo e muito menos uma derrota tiram meu sono ou estragam minha programação diária.
    O único momento que ainda nâo consigo digerir totalmente é nas derrota para o nosso vice de estimação. E espero que nunca consiga me resignar com isso.

    Sua comparação entre o desfrute dos bons momentos da vida com aqueles que vivem a procurar cisco no mármore em tudo é válida, porém eu entendo os torcedores ácidos como necessários ao ambiente do futebol. Eles estão em constante vigília e de alguma forma mantém jogadores, comissão técnica e diretoria em alerta.

    Quanto ao jogo, o time jogou de uma forma inteligente. O gol no início e a entrada de Um atacante de referência facilitaram a proposta de jogo de Jorginho. O esquema sem um atacante fixo deu certo com Guto, mas Jorginho teve dificuldade para dar continuidade. Rodrigo chegou em boa hora. Espero que Jorginho possa colocar sua filosofia de jogo com a presença de um finalizador nato. E que Jorginho ensine os laterais tricolores a cruzarem com a mesma qualidade e eficiência que ele teve. Isso vai facilitar muito a vida da equipe, que terá um atacante que tem faro de gol e, certamente, não desperdiçará as várias oportunidades de gol que irão surgir.

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.