Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 23 de julho de 2017

Sem motivo para desespero

Depois de ganharmos tomando o maior sufoco do Galo, perdemos para o Santos numa partida equilibrada, nada mais futebol do que isto. Na minha opinião, a diferença hoje foi técnica, e não tática. Taticamente, entendo que Jorginho percebeu a incapacidade do time em segurar a bola na última partida, com isto sacou Mendoza, jogador mais incisivo e de velocidade, para por Alione, jogador que consegue prender mais a bola e com melhor toque de bola. O grande vacilo de Jorginho foi não reforçar o lado direito da defesa, era mais do que previsível que o Santos exploraria a velocidade e habilidade de Bruno Henrique nas costas de Eduardo, partida para esquecer do nosso lateral, frágil na marcação, improdutivo na frente e nervoso em excesso.


Tecnicamente, a tranquilidade de Bruno Henrique no primeiro e no terceiro gol, e a técnica de Lucas Lima no drible do segundo gol, quando confrontadas com a dificuldade e os erros do Bahia na conclusão das jogadas, mostram o porquê dos 3x0, resultado elástico para o que foi o jogo.

O jogo começou com os dois times dividindo a posse de bola, mas com as defesas levando nítida vantagem. O Bahia não se intimidava e nosso quinteto do meio conseguia controlar bem o jogo, mas como é de praxe não conseguíamos criar jogadas mais incisivas. O jogo começou a mudar quando o juiz marcou e desmarcou um pênalti para o Santos, depois disto a equipe praiana ganhou mais confiança e começou a controlar o jogo, porém pouco criava, as chances que apareceram foram nas costas de Eduardo. Mesmo quando estava 0x0, chamava atenção a capacidade do Santos na saída de contrataque, em alguns lances de escanteio para o Bahia, eles saíam em uma velocidade tão miserávi que só se via camiseta branca correndo. 



O jogo continuava equilibrado quando num chute totalmente despretensioso, Jean bateu a bola para o lado, mas também para frente e o avante deles empurrou para dentro. Chamo atenção que Eduardo vacilou e deu muito espaço para Bruno Henrique. Com o gol, o Santos fez o que faz de melhor, deu campo para o Bahia e se aprumou para o contrataque. Foi justamente num deles (imagem acima, 7 jogadores santistas se apresentam), novamente pelo nosso lado direito, que saiu o segundo gol. Entendo que não podemos crucificar Eduardo pelas falhas de hoje, comigo ele tem crédito, mas era evidente, cheguei a escrever isto em alguns grupos no zap, que ele teria muito trabalho com o atacante deles, nossos volantes e zagueiros precisariam estar mais atentos na cobertura.

O Bahia voltou com Éder no lugar de Eduardo e Mendoza no lugar de João Paulo, sumido no primeiro tempo. Não sei se melhoramos, ou se o Santos nos deu campo propositalmente para explorar a velocidade nos contrataques, mas a verdade é que passamos a maior parte do tempo rondando a área deles, alguns bons lances apareceram, mas a bola ia fora ou o goleiro salvava. Ainda colocamos Brumado no lugar de Alione, nosso júnior novamente entrou se movimentando bem, mas faltou tranquilidade e melhor técnica na hora da conclusão da jogada. Certo é que a entrada de Éder fechou a avenida pela direita da nossa defesa. Mas, foi justamente Éder que falhou no terceiro gol, em seu pior fundamento, afastou mal uma bola pelo alto e na sequência sofremos o gol.

Perder é uma merda, tomar 3x0 uma desgraça, mas entendo que Jorginho está cada vez mais conhecedor do elenco e nos últimos 3 jogos fora fizemos partidas dignas que em nada envergonham nossa torcida. O próximo duelo é contra o Sport, os caras passam por um excelente momento e estão feridos pelo chocolate que tomaram na final da Lampions, vai ser jogo para pirão e prevejo muita dificuldade, mas temos reais chances de ganhar se usarmos de velocidade na pesada defesa deles. Mas, este é assunto para outro post.

Um comentário:

  1. Antonio Neves,
    No jogo do Atlético Mineiro Jorginho foi bem na escalação e nas mudanças, só errou com a entrada de Vinicius em lugar de Zé Rafael ao invés de colocar Régis; até a entrada de Éder foi necessária pra fechar o meio e torci por isso.
    Hoje foi muito mal! Continuo achando que ele ainda não tem convicção e titubeia nas escalações. Uma hora é Mendoza, outra é Vinicius, outra é Alione, não cobre a ala direita que é por onde nascem as jogadas mais perigosas.
    Continuo a dizer, a defesa é fraca! Perdeu hoje por erros individuais: no 1º gol, uma falha de Jean ao espalmar a bola (aliás contra o Atlético ele também falhou num lance semelhante em que Lucas Fonseca salvou) e com a desatenção e posicionamento de Eduardo, no 2º outra falha bisonha de Eduardo, foi o pior em campo, uma verdadeira avenida e Jorginho assistindo e só corrigindo no 2º tempo; no 3º gol, falha de Eder em bola aérea e com Tiago sendo driblado facilmente. Vinicius displicente e errando muito, Alione não entrou em campo e João Paulo muita transpiração e pouca produção. Numa competição como essa não podemos cometer tantos erros infantis. Também coletivamente não vamos bem, não vou mais repetir o que tenho dito em postagens anteriores sobre posicionamento, etc.., só pontuar que um jogo como esse tínhamos que entrar com 3 volantes, jogar fechado porque todos sabemos que o Santos busca sempre jogar em velocidade e Edson no lugar de Vinícius daria mais consistência defensiva, buscando os contrataques. Melhoramos no 2º tempo com a entrada de Mendoza além de Eder que fechou a ala direita, além de conseguimos melhorar um pouco a performance ofensiva, trocar alguns passes ainda que de forma desordenada, mas com péssimas finalizações; outra coisa, não entendi porque Régis não entrou, só se é problema de condicionamento físico e Régis Souza (lateral)nem foi relacionado pra esse jogo.
    Perder pro Santos no Pacaembu é normal, um adversário que é o 3º lugar na tabela e briga por Libertadores. Porém, alguns jogadores importantes parece que já não produzem o que produziam recentemente, como Régis e Allione. O que está acontecendo com esses jogadores? É insatisfação, motivação, posicionamento, condicionamento físico, sabemos que atraso no salário não é!
    Na minha opinião Mendoza dá mais mobilidade ao ataque, volta pra recompor com eficiência e por isso vem merecendo a titularidade.

    Ou seja, Alione, Eduardo, Vinicius e João Paulo, Junior Brumado, nada somaram, Jorginho deveria ter armado um time para esperar o Santos que tinha obrigação de atacar e dessa forma tentar matar o jogo.
    Jean tem um grande defeito que precisam consertar... Ele não é segurador de bola, ele espalma muito a bola pra a frente quando deveria ser pro lado ou que poderia até segurar. Foram muitas falhas: a do primeiro gol do Santos e no jogo do Atlético Mineiro que L. Fonseca conseguiu salvar. Contra o Botafogo saiu atabalhoado e tomou de cobertura, Grêmio e Avaí a bola de escanteio passa em sua frente, contra o Vasco, e por aí vai ...Tem qualidades, faz também defesas difíceis, mirabolantes, tem um prestígio enorme com a torcida , com a mídia, mas continua não me passando confiança.
    Enfim, temos um time mas não temos elenco e nem sinalização de reforços, só nos resta torcer, sofrer e rezar... Ainda assim, acredito que com a volta dos que estão no DM as coisas possam melhorar, já que muitos desses times estão nivelados ao nosso.
    ST

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.