Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Chegadas e saídas

Vamos dar um tempo no recesso do blog, pois começam a surgir fatos concretos que merecem ser comentados. A saída de Jean e a volta de Gordiola são os dois que comentarei aqui hoje,

Com relação à saída de Jean, estou com a maioria, fizemos um bom negócio. Jean tem tudo para ser um grande goleiro, mas não temos nenhuma garantia que chegará a tanto. Vou lembrar rapidamente dois fatos. O Vice vendeu Dida para o Cruzeiro e trouxe Ramon como parte do pagamento. Dida, como todos sabem, foi um dos maiores da sua geração, marcou época no poderoso Milan. Ramon fez uma grande campanha pelo Vice e posteriormente foi vendido para o Vasco onde fez grande trio de meias com Juninho Pernambucano e Pedrinho. Neste caso, as promessas vingaram,

Recentemente, coisa de 4 ou 5 anos, o Gambá investiu pesado em Renan, goleiro revelação do Brasileirão pelo Avaí. Renan chegou com pompas, mas logo começou a falhar e iniciou a série de empréstimos para times menores. Rodou muito e não se estabeleceu em lugar nenhum, resultado se aposentou recentemente com vinte e poucos anos. Ou seja, promessa que não virou realidade.

Entendo que Jean será um intermediário entre os casos citados. Não o vejo como goleiro de um dos grandes da Europa como Dida, pois por lá se vive a época dos super goleiros, e não vejo condições em Jean para se tornar um deles. Por outro lado, vejo Jean com condições técnicas e muita personalidade para ser um dos grandes do futebol brasileiro, tipo Rogério Ceni e Fábio que tiveram grandes carreiras no Brasil, mas sem se firmar na seleção ou ir para um grande da Europa.



Desconheço o tal de "Maizena" que está vindo, mas conheço bem Régis e acho que vamos ganhar uma boa grana com a futura venda do mesmo.

Sobre Guto, não tenho nenhum rancor pelo mesmo ter largado o Bahia para ir para o Inter até porque já troquei de Ministérios algumas vezes, e na maioria das vezes sem nenhum aumento salarial, fui apenas pela vontade de enfrentar novos desafios. Ademais, o cara estava trocando uma Série A que se desenhava complicada, por um acesso garantido na B, e com expressivo aumento salarial. Também, não fiquei chateado com o fato dele dizer que estava indo treinar um gigante. Vamos deixar de chorumelas, em relação ao Bahia, o Inter é sim gigante, tem um número de sócios infinitamente superior ao nosso, estádio próprio, e títulos que não possuímos. Neste caso, temos de deixar de mimimi nas redes sociais e nos associarmos para tornar o Bahia Gigante também.

Os leitores mais antigos do blog sabem que meu problema com Guto é técnico. Sempre critiquei o fato dele jogar sempre no mesmo esquema, o 4-2-3-1. Em 2016, o Bahia não tinha elenco para jogar neste esquema, tínhamos no máximo dois atacantes, pois não consigo levar à sério Wesley Natan, Victor Rangel, Misael e Alano, mesmo assim, dentro ou fora de casa, estava lá o velho e manjado esquema.



Acho justa a crítica que Guto achou por acaso seu melhor Bahia, aquele com EJ de referência no ataque com Régis, Zé Rafael e Alione chegando. Se não fosse a contusão de HB e a expulsão de Gustavo, tenho certeza que jogaríamos com um 9 fixo. Por outro lado, acho injusta a crítica que ele não usa a base. Fizemos rodízio no início do ano, e vários moleques foram testados, e sendo bem sincero, os únicos que fizeram por merecer uma chance no Brasileirão foram Capixaba  e Becão. Nenhum meia ou atacante aproveitou a chance. Temos de repetir o rodízio em 2018 e torcer para surgir alguém que mereça uma chance no time principal.

Para mim, o grande feito de Guto foi recuperar nossa força em casa, espero que mantenha o ritmo e que torne o Bahia cada vez mais forte na Fonte. Por outro lado, nosso desempenho fora de casa foi medíocre, inclusive na B, discordo dos que chamam GF de retranqueiro, continuo achando que o problema está no esquema tático.

Para terminar, não traria Guto, mas reconheço que só existe um treinador no Brasil que é garantia de bons resultados, Tite, qualquer outro é loteria, pode chegar e arrebentar, como Carpegiani, ou fracassar como Jorginho. Entendo que a Diretoria apostou naquele que jaáconhece o clube o elenco. Só me resta agora torcer que Gordiola tenha mudado e esteja aberto a testar nova forma do time jogar. Boa Sorte, Professor Guto,

Um comentário:

  1. Sou suspeita pra falar de Jean, sou fã dele e tenho profunda gratidão por todas as vezes que ele salvou o Bahia de goleadas. Concordo que foi um ótimo negócio para os cofres do Bahia, e de fato não sabemos como será o futuro dele como goleiro...desejo muito sucesso a Jean.
    E bola pra frente! Avante esquadrão.
    Sobre Gordiola, o fato de ter deixado o time "arrumado" para a copa Nordeste, não vejo como garantia que fará um bom trabalho agora. Evidente que isso de ter "mágoa" porque ele abandonou o Bahia e blá blá blá, é bobagem. Como vc disse entradas e saídas fazem parte. Não importa quem está no Gol, desde que vista a camisa na hora de defender , agarrar a bola com vontade. O técnico, é realmente uma loteria ! Não era minha opção...mas, que seja bem vindo e já estou na torcida por um ótimo desempenho , por um padrão tático e dedicação de todo o elenco.
    BORA BAHÊA MINHA PORRA!
    #ChegaLogoJaneiro.

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.