Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

sábado, 9 de março de 2019

Reveillon Tricolor

Uma máxima nacional é que o ano só começa após o carnaval. Pois bem, o carnaval, ou seria o ano, acabou na quarta-feira de cinzas. A esperança é que o ano novo traga consigo um novo Bahia. Um Bahia vibrante e envolvente, deixando para trás esse time modorrento que nos acostumamos a ver nos dois últimos meses.



Sobre os dois jogos realizados no findar do ano, durante a folia momesca, apesar de dois resultados distintos, uma goleada e um triunfo apertado, em ambos o Bahia jogou muito pouco, foi novamente um time previsível e de baixíssima inspiração. Credito muito mais a diferença entre os resultados para a postura dos times adversários. Enquanto o Santa Cruz, ciente da sua inferioridade técnica, se limitou a defender com os 10 jogadores atrás da linha da bola, mesmo quando perdia; o Altos ousou a se abrir e deixou a porteira escancarada para tomar 3 gols no segundo tempo, todos pelo meio da zaga. Sim, o Bahia teve seus méritos em aproveitar a postura do Altos, mas ainda está muito longe do que precisamos.

Mais uma vez, o jogo de quarta mostrou que Ramires e Shaylon não podem ainda atuar juntos. Digo ainda, pois entendo que uma mudança radical no esquema tático do time, o que demanda muito tempo de treinamento, pode proporcionar aos dois atuarem lado a lado na meiuca tricolor. Mas, no esquema atual, o 4-2-3-1, não rola. Aquele que é deslocado para o lado fica fora da partida por total falta de aptidão de atuar nesta faixa de campo. Dito isto, sei que vários vão discordar, mas para amanhã, eu sacaria Shaylon do time e entraria com Iago, o único atacante de lado que nos sobrou, já que Clayton ainda não chegou no Bahia. Moisés precisa de uma companhia mais constante para seu futebol aparecer, Shaylon e Ramires já mostraram que não conseguem jogar abertos fazendo 1-2 com o lateral.

O grande problema que vejo no Bahia atual é a distância entre os jogadores. Nossos meias de criação atuam muitas vezes muito adiantados deixando a armação para os volantes. E aqui reside uma grande questão, Gregore é um monstro, sobretudo na marcação, mas tem limitações técnicas sérias para dar um passe mais qualificado. Isto teria de ficar sob a responsabilidade de Douglas, mas este jogador ainda não desembarcou por completo no Fazendão, tem se mostrado um jogador extrementente burocrático, só toca para os lados e para trás, mas o pior é que ele se movimenta muito pouco, não faz uma ultrapassagem, se limita a ficar flutuando numa faixa bem estreita do gramado. Para amanhã, com a ausência de Gregore, eu entraria com Flávio e Nilton, que estão se apresentando melhor no time B e com um entrosamento interessante.

Outro problema decorrente da baixa movimentação do nosso meio é o excessivo número de lançamentos feitos pelos zagueiros. Tenho uma lógica, se o cara soubesse lançar, seria meia e não zagueiro. A cada dez, acertam um. Como nossos volantes estão com dificuldades para buscar a bola, precisamos sair mais pelas laterais, neste quesito a dupla Léo e ZR faz uma falta absurda, mas Nino, Moisés e seus companheiros de lado não estão proporcionando esta opção. Com isto, resta os chutões de LF e Jackson, muito pouco produtivo.

Vejo muito pouco os jogos do nosso adversário de amanhã, mas pelos resultados, devem estar jogando pedra em santo. Amanhã, o Bahia tem de se preocupar em jogar bola, não caindo em provocações baratas que com certeza virão do lado de lá. Em suma, só dependemos de nossa própria capacidade para ganhar, temos de fazer a bola  chegar com qualidade em Gilberto, que aí é brocança certa, e não podemos é nos acomodar com 1x0 e correr o risco de ver o péssimo resultado do jogo passado se repetir.

Enfim, que o ano novo traga um novo Bahia. BBMP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.