Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 26 de maio de 2019

Jogo para pirão

Cresci ouvindo e acreditando na máxima "time que está ganhando não se mexe". Nada mais desatualizado do que esta frase. Hoje em dia, com os aspectos físicos e táticos superando os técnicos na definição da maioria das partidas, o treinador precisa estar atento e montar o melhor time que se tem para aquela partida, frase muito bem colocada por Cuca na derrota para o Bahia.



Desta forma, entendo como natural que Roger altere a escalação do time para hoje. Normalmente, o Bahia iria no 4-2-3-1, tirando um volante e retornando Ramires, ou sendo mais ousado, Arthur Caíke, ao time. Este seria o natural por estarmos jogando em casa e, principalmente, porque o ponto fraco do adversário é justamente aquilo que mais se elogiam nos times de Fernando Diniz, a saída de bola por meio da incansável troca de bolas. Já vi neste ano, eles tomando gols assim. E me lembro que no Bahia x Brisa VARanense pela A 2018, na época treinado por FD, o Bahia roubou oito bolas no campo de ataque só no primeiro tempo, mas não tivemos qualidade para aproveitar.



Por outro lado, os caras estão com um ataque arrasador neste mês de maio, fizeram 5 no Grêmio em pleno Olímpico, 4 no Cruzeiro e no Atlético Nacional da Colômbia. Poderio que não pode ser desprezado e requer muita atenção. O ataque é formado por dois jogadores fortes fisicamente, Luciano e González, e agora apareceu um moleque que fez 5 gols em menos de 45 minutos, João Pedro. Este fato mostra que temos de reforçar muito nosso sistema defensivo, pois deixar nossos zagueiros expostos será pedir para tomar gols.

Como não sou de ficar em cima do muro, entendo que o Bahia deveria manter os 3 volantes, mas ao contrário dos jogos contra o São Paulo, quando ficávamos esperando os caras chegarem em nosso campo, eu adiantaria a marcação e faria uma blitz na saída de bola deles, mais ao estilo que jogamos contra a Brisa na derrota no Paraná. Porém, temos de melhorar a recomposição que foi uma tragédia naquela partida, para isto entendo que ao invés de subir 6 jogadores na marcação, subiria só 5 e deixaria um volante protegendo a zaga todo o tempo.

Se este jogo fosse algumas rodadas atrás, me arriscaria dizer que o Bahia atroplearia. Infelizmente, hoje, digo que vai ser um jogo para pirão e qualquer resultado que aconteça será normal. Pois, além das dificuldades normais do jogo, é natural que o foco principal na cabeça dos jogadores seja o jogo de quarta que vale a classificação na CB.

Porém, acredito muito na força da nossa casa e sei que a Nação fará sua parte e será o 12 jogador na busca por mais um triunfo tricolor. BBMP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.