Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

quinta-feira, 30 de julho de 2020

No sufoco

Em primeiro lugar é preciso elogiar o adversário que, consciente da sua inferioridade técnica, veio para jogar por uma bola e fez isto muito bem. Fechou bem os lados de campo não dando espaço para Élber e Capixaba se criarem, anulou Rodriguinho em 99% do tempo, e sempre dobrava a marcação em qualquer jogador do Bahia que estivesse com a bola. No segundo tempo, se soltou um pouco mais, porém faltou qualidade para assustar nossa defesa.

É preciso também elogiar a persistência do Bahia que em nenhum momento se contentou com o empate, martelou o adversário e esteve presente no campo de ataque durante todos os 90 minutos de jogo. Pode ter faltado pernas, mas não vontade de ganhar e disposição dentro de campo.

Por outro lado, entendo que Roger não enxergou o jogo. Era nítido que alguns jogadores, não só Clayson e Fernandão, não estavam numa boa jornada. Começando por Capixaba, destaco que ele e Élber são nossos jogadores mais regulares nesta retomada, porém no segundo tempo, Capixaba deu sinais claros de estafe físico, alongava, demorava para levantar após sofrer uma falta, perdia bolas bestas e não chegava na linha de fundo para cruzar, mesmo assim, Roger manteve o cara os 90 minutos em campo. Se não confia em Zeca, pede logo a contratação de outro lateral ou improvisa alguém por ali, mas não podemos ficar um tempo inteiro com um jogador sem condições em campo.

Outro que foi muito abaixo foi Rodriguinho, na maior parte do jogo, aceitou passivamente a marcação adversária. Ao se posicionar mais próximo de Fernandão, o que é correto, Rodriguinho ficou encaixotado entre os volantes e os zagueiros do Confiança, tendo pouco espeço para aparecer, precisava se mexer mais, o que não fez. Numa bola que recuou, deixou Élber na cara do gol, mas este foi fominha e chutou por cima quando o certo era tocar para Fernandão.

Contudo, entendo que o grande problema do Bahia ontem foi a atuação da sua dupla de volantes. Gregore e Flávio foram estáticos e improdutivos durante os 90 minutos. Como o Confiança não queria ficar com a bola, os dois não tinham muita utilidade defensivamente. Pior, quando o Bahia estava com a bola, eles se limitavam a chegar na intermediária adversária e tocar para o lado. Posso estar enganado, mas não me lembro de uma única jogada na qual um dos dois pisou na área adversária ou tentou algum passe mais vertical, até Juninho se aventurou como elemento surpresa e levou perigo ao gol adversário. Neste ponto foi mais uma falha de Roger, tínhamos no banco várias opções para a vaga dos dois, mas nosso treinador só foi mexer depois dos 40 do segundo tempo, e justamente o “volante” que entrou, apareceu para o jogo como elemento surpresa e decidiu nossa classificação.

Quanto a Clayson e Fernandão, entendo que os dois estão se esforçando e não se escondem do jogo. Tanto que Clayson participou dos 3 gols contra o Belo, e Fernandão fez 2 gols nas últimas 3 partidas e ontem teve a melhor chance do Bahia no jogo, mas, tecnicamente estão muito mal, perdem bolas bisonhas e erram lances fáceis demais, situação inaceitável para um profissional. Torcendo fervorosamente para o retorno de Rossi e Gilberto.

Não posso deixar de comentar que ontem João Paulo fez sua melhor partida ofensivamente depois do retorno, em especial no segundo tempo, quando se apresentou várias vezes e fez boas ultrapassagens, porém sem ser muito feliz nos cruzamentos. Outro que merece elogios é Élber, lutou os 90 minutos e mais uma vez foi nosso atacante mais perigoso, começou com ele a jogada do gol salvo pelo goleiro após  assistência de JP e conclusão de Fernandão, e foi dele a assistência no gol de Daniel. 

Encerrando, feliz pela entrega do time e classificação às finais, a quarta nos últimos seis anos, mas muito, diria extremamente, preocupado com a cegueira de Roger.

 

BBMP rumo ao tetra.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.