Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Crônica de um desastre anunciado

O título deste texto é uma clara referência ao excelente romance, Crônica de uma morte anunciada, do Prêmio Nobel Gabriel Garcia Marques. No livro, toda uma vila sabe que um assassinato vai ser cometido, mas não consegue evitar. Pois bem, todos que acompanham o Bahia sabiam, desde dezembro de 2019, pelo menos, que uma hora aconteceria o desastre que vimos em campo ontem, mas fomos chamados de arrogantes e sumariamente ignorados por quem poderia intervir.

Na segunda, tive a honra de dividir a bancada da live da Independente Tricolor com Júlia, Isabela, Diogo e o monstro Paulo Rodrigues. Minutos antes da live começar, fomos avisados da sequência de postagens de GB, e na análise que fizemos do texto, o que mais se ouvia era "lamentável, ele continua sem enxergar o que todos estão vendo". Talvez iludido pelo apelido de Harry Porter, GB entendia que apenas brandindo sua varinha e dizendo algumas palavras mágicas mudaria a realidade caótica que era Roger como treinador do Bahia. Ou talvez, inebriado por um pretenso poder do mascote do clube, entendia que a qualquer momento, faria a terra girar ao contrário e reescreveria a história. Mas, como todos sabemos, os fatos citados só acontecem na ficção, a realidade é muito mais dura e cobra caro a quem insiste em não enxergar o óbvio. Como se diz, podem PR na conta de GB a humilhação de ontem.

Voltando à live, debatemos muito com Paulo Rodrigues dois pontos que tanto dependem dos jogadores como do técnico, quais sejam, liderança em campo e leitura de jogo. Não tenho dúvidas que o Bahia precisa de um atleta que seja um líder de campo, entendo que Rodriguinho está assumindo a cada dia que passa a liderança técnica da equipe, mas não parece ter perfil para ser o líder dentro de campo, aquele jogador que reúna o time em campo e coloque as coisas no seu devido lugar, mesmo que precise mandar às favas as instruções que venham do banco. Não temos isto, temos no máximo atletas que se agigantam nas preleções pré-jogo, mas que se apequenam e se escondem em campo.

Com relação à enxergar o jogo, o que temos acompanhado do Bahia nos últimos tempos é catastrófico, ninguém enxergou que o Palmeiras estava explorando as costas de Nino no sábado, e ontem ninguém foi capaz de enxergar que só com Élton e Daniel na marcação nosso time seria massacrado, como foi, pelo adversário. Com menos de 30 segundos de jogo, o buraco na entrada da nossa área estava escancarado, e assim continuou até mais da metade do segundo tempo quando o agora ex, com 10 meses de atraso, treinador resolveu por Edson na frente da zaga. Não é proibido mexer no time no primeiro tempo, viu que está dando errado, troca, refaz a tática, recomeça do zero, só não dá é para insistir no rumo traçado quando claramente o barco está afundando.

Ainda na seara da literatura, ouvindo Roger no sábado, lendo as postagens de GB na segunda e assistindo a humilhante derrota de ontem, só me fez lembrar de mais um clássico da literatura, também transformado em filme, Ensaio sobre a cegueira, de José Saramango, que narra a história da epidemia de cegueira branca que se espalha por uma cidade, causando um grande colapso na vida das pessoas e abalando as estruturas sociais. Parece que a cidade citada no romance é a nossa bela Cidade Tricolor.

Enfim, Roger é passado, o Bahia continua sua briga na A, ainda acho que temos estrutura e time para brigar pela primeira página, mas reforços precisam chegar e sobretudo a postura precisa mudar do presidente ao roupeiro do time. Encerro aqui com a lição que Paulo Rodrigues nos deu na segunda, não interessa o tão bom você seja, os resultados só chegam quando você se entrega de corpo, e, principalmente, de alma à luta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.