Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 11 de abril de 2021

Hora do pega para capar

Com o triunfo de virada por 2x1 sobre o ABC, o Bahia se classificou para as quartas-de-finais da Copa do Nordeste, quando enfrentará o CRB em Pituaçu.


O Bahia não fez uma apresentação de encher os olhos, persiste a dificuldade de criação contra uma defesa fechada, mas entendo que fez um dos jogos mais equilibrados da temporada. Na defesa, deixamos o adversário criar muito pouco, Douglas fez uma unica defesa no jogo, ao contrário do jogo contra o Manaus quando foi muito exigido. 


No meio, Daniel fez uma grande partida, para mim o melhor em campo, apesar da falha clamorosa no gol dos caras. Ele manteve a movimentação que marca suas atuações, arriscou chute a gol e deu um passe sensacional para Rossi no gol de empate tricolor. Isto se deve muito a entrada de Thaciano na equipe, apesar de ter feito uma partida apagada ontem, ele também se movimenta muito, chega na área adversária e se apresenta para o toque de bola, o que facilita muito o trabalho dos outros meias. Entendo que Patrick caiu um pouco nos últimos jogos, mas continua sendo fundamental para qualificar a saída de bola do tricolor.


No ataque, Rodriguinho flutua entre as linhas de defesa adversária, se aproxima de Gilberto e tem sido fundamental para o Bahia deixar de ser um time capenga, pois tem sempre caído pela esquerda para ajudar os meias, Thaciano e Daniel, na triangulação com Matheus Bahia. Com isto, o Bahia tem conseguido atacar pelos dois lados, não por acaso, o gol de Giba nasceu de uma assistência de Rossi pela direita; e o de Oscar Ruiz nasceu de um cruzamento de MB pela esquerda. Por sinal, acho que Oscar Ruiz fez algo inédito, um jogador marcar no primeiro toque pelo time, e provou de cara o que mostra seus vídeos, é um atacante de lado que entra na área para concluir a gol, característica que vai ajudar muito o Bahia na sequência da temporada.


Por fim, mesmo perdendo, o time não se desesperou, manteve o padrão de jogo, a bola no chão e procurou achar as brechas na defesa adversária para criar suas chances de gol, sendo recompensado com o vira-vira na etapa final. Agora é brocar o CRB e alcançar mais uma semi da Lampions contra Fortaleza ou CSA.

domingo, 4 de abril de 2021

A gangorra tricolor: Fortaleza 2 x 1 Bahia

Perder para o Fortaleza no Castelão está longe de ser um motivo de preocupação, afinal é um adversário de Série A e que sabe atuar sobre os seus domínios. Contudo perder 3 jogos na Copa do Nordeste (Rival, CSA e Fortaleza) sem incomodar a zaga e o goleiro adversário acende uma luz amarela que requer uma análise criteriosa da comissão técnica para tentar corrigir esta crônica incapacidade do Bahia em vencer a zaga adversária.