Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

quarta-feira, 30 de junho de 2021

Que sirva de lição: Bahia 3 x 4 América MG

Só vi o segundo tempo, mas acho que foi suficiente para entender qual foi a tônica do jogo. Vi um América muito consciente do que fazer em campo, enquanto o Bahia se mostrava incapaz de reagir ao bem armado esquema defensivo do adversário.

segunda-feira, 28 de junho de 2021

Esta doeu: Palmeiras 3x 2 Bahia

 - E aí Irmão, que cara é esta?

- Porra, Pivete!! Ainda tô na bruxa com aquela derrota de ontem.

- Foda, dominamos o jogo todo e demos aquela braga no final.

segunda-feira, 21 de junho de 2021

Deu sono: Bahia 0 x 0 Corinthians

Segundo o infoescola.com, o cientista político e economista Max Weber (1864-1920) define a burocracia como a estruturação formal da organização, permitindo, dessa forma, organizar as atividades humanas para a realização de objetivos comuns no longo prazo. Contudo, o conceito popular tem a burocracia como um excesso de regras que emperra o andamento da máquina pública e atrapalha a vida do cidadão.

domingo, 6 de junho de 2021

Saímos no lucro: Bragantino 3 x 3 Bahia

 De início, é preciso informar que assisti parte do primeiro tempo do jogo pelo rádio, foi o dia de minha esposa ser vacinada, e aí não tem dúvidas sobre a prioridade. Assim, minha análise vai ser muito com base nos 10 minutos finais do primeiro tempo e segundo.

quinta-feira, 3 de junho de 2021

O Bahia é Cruel, muito Cruel

"Taí o que você queria", a bola rolou pelo Brasileiro e pela Copa do Brasil e o ataque tricolor foi "cruel, muito cruel" com os adversários. Thaciano, Juninho e Rodriguinho "sabem que é disto, é disto que o povo gosta" e deixaram suas marcas nas redes adversárias. Super Rossi, "super herói é para isto" fez três assistências nos quatro gols do Esquadrão. E só não fizemos mais gols, porque Van Diesel ignorou "o corpo estendido no chão" na área do Vila Nova e não marcou as penalidades, apenas autorizou "o primeiro carreto da noite". Para quem não teve a felicidade de conhecer, as frases entre aspas são os bordões utilizados por Januário de Oliveira, icônico narrador das décadas de 80 e 90, que nos deixou esta semana. Este parágrafo é uma singela homenagem pelos bons momentos em frente a TV assistindo suas narrações, com ele no comando da cabine, o jogo nunca era chato e a diversão era garantida.