Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 6 de junho de 2021

Saímos no lucro: Bragantino 3 x 3 Bahia

 De início, é preciso informar que assisti parte do primeiro tempo do jogo pelo rádio, foi o dia de minha esposa ser vacinada, e aí não tem dúvidas sobre a prioridade. Assim, minha análise vai ser muito com base nos 10 minutos finais do primeiro tempo e segundo.


Quero começar elogiando o tão criticado Matheus Bahia, foi sem dúvida o jogador mais exigido no jogo de ontem, pois tinha de parar o rápido e habilidoso Arthur, missão quase impossível, e ainda foi a única válvula de escape do time na saída lá de trás, uma vez que Renan Guedes, apesar de não comprometer, pouco acrescenta ao time na saída de bola e no apoio a Rossi que ficou boa parte do tempo isolado na direita.


É óbvio que o sistema defensivo tem de ser criticado, apesar de conta tomou 3 gols, fora os anulados, mas vou me por no lugar dos caras, pois as vezes batia baba na zaga ou de volante. É complicado decidir o que fazer quando se tem um goleiro tão frágil como Claus foi ontem, pois além de fazer o seu, você tem de indiretamente fazer o do goleiro, já que sua confiança no cara é zero. Os adversários cientes disto, acabam tendo mais tranquilidade para tomar a decisão da jogada.


Ademais, dos 90 minutos de jogo, o Braga passou uns 75 rondando nossa área, é a velha história de tanto bate até que fura. Continuando nos ditados populares, quem com ferro fere, com ferro será ferido, o primeiro gol dos caras foi uma cópia de alguns nossos, pressionaram no meio, Thaciano deu mole, e na velocidade acharam Arthur na direita livre. Querer que Luís Otávio acompanhe Arthur na corrida não passa se um sonho insano.


Como escrevi no post anterior, o Bahia teria de saber sofrer, e não soube, principalmente porque não soube se dar momentos de tranquilidade, nosso meio foi incapaz de segurar a bola para permitir um desafogo para a defesa. Como previsto, Daniel, aquele que só toca para trás, na opinião de parte da torcida, fez uma falta tremenda, Galdezani, na etapa inicial, e Patrick, na final, não foram capazes de fazer a bola circular em nosso meio.


No ataque, é necessário agradecer Gilberto, atuação de gala, dois gols, sendo um golaço, e uma assistência, na qual demonstrou muita paciência e visão de jogo para esperar a chegada de Jonas.



Um pontão para se comemorar muito e que também serve para ligar o sinal de alerta, pois o padrão que vamos enfrentar fora de casa é o de ontem, muita pressão para cima do nosso sistema defensivo, se não conseguirmos prender a bola, será inevitável tomar gols. Nem sempre contaremos com um Giba tão inspirado como ontem. É preciso testar a garotada ou trazer novos jogadores para as posições de Daniel e Thaciano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.