Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 5 de setembro de 2021

Carnaval colombiano: Bahia (Rodallega) 4 x 2 Fortaleza

Enfim mais um triunfo tricolor pela A, acho que o último foi sobre o Juventude, 1x0, gol de Matheus Bahia. Depois disto só o triunfo de Pirlo sobre o Galo pela CB. Claro que temos motivos para comemorar e ficar esperançosos por um segundo turno bem melhor que o primeiro, porém velhas preocupações continuam a assombrar o torcedor tricolor. 

Vamos começar com quatro motivos para comemorar o belo triunfo tricolor:


1- a volta dos triunfos - ganhar é sempre bom e traz consigo a confiança que os jogadores perderam com a sequência de maus resultados, um exemplo claro é o pênalti perdido por Rodriguinho, depois de bater e marcar 3x colocando a bola no canto direito alto do goleiro, ontem titubeou e mudou de lado, o resultado todos sabemos. A cara e a reação dos jogadores após o segundo gol do bom time do Fortaleza é outro exemplo que nossa confiança anda lá embaixo.


2- ganhamos do 3° lugar do campeonato - o adversário não era um time qualquer, o Fortaleza vem fazendo uma campanha sólida, apresentando um belo futebol e obtendo resultados expressivos dentro e fora de casa, mantendo sempre um alto padrão e o mesmo estilo de jogo. E o Bahia ganhou com autoridade deste time, afirmo isto não apenas pelos 4x2, mas sobretudo pelo domínio que exercemos na primeira etapa, quando depois de um isolado susto inicial, o Bahia foi dono da primeira etapa, não deixando o Fortaleza estabelecer sua intensidade de jogo. No segundo, o Bahia alternou bons e maus momentos, mas foi fatal ao abrir os 3x0 e soube controlar bem o jogo após os 4x2.


3- time mais aceso - a fase é muito ruim, tudo é motivo para despencar emocionalmente em campo. Aqui é importante começar a falar de Rodallega, mesmo tendo se apresentado muito mal nas 4 primeiras partidas que fez pelo Tricolor, o colombiano mostrou muita personalidade e senso de oportunidade ao fazer uma publicação pedindo o apoio da torcida, nos chamou na responsa e mostrou que também temos um papel importante na recuperação do time na A, mesmo longe dos campos. Foi ele também que correu para elevar a moral de um abatido Rodriguinho após a perda do pênalti. Ter um atleta assim em campo é importante para manter o time aceso durante todo o jogo. Por fim, acho que 100% dos torcedores ficaram preocupados com a possibilidade do empate e até da virada após o segundo gol adversário, mas o Bahia foi bucar força e controle emocional no fundo do poço e conseguiu marcar o quarto gol e dominar o jogo até o fim. Os constantes gritos de Dabove ao lado do campo, também tel contribuído para um time mais ligado na partida.


4 - O fator Rodallega - Giba é o maior artilheiro do Bahia na história dos brasileiros; Rodallega é o primeiro jogador do Bahia a marcar 4 gols numa partida da A. Ou seja, o Esquadrão tem muito a ganhar com estes gigantes lutando pela titularidade. Sou muito fã de Giba, mas a fase não estava boa e a postura irritadiça dele nos últimos dois jogos piorou mais ainda o desempenho em campo, assim a oportunidade surgiu e o colombiano aproveitou muito bem, mostrando que não foi por acaso que passou algumas temporadas na Premier League, uma das principais da Europa. No primeiro e no segundo gols, ele mostrou estar 100% ligado no jogo, se deslocando muito bem para receber a assistência dos companheiros. Nos terceiro e quarto gols, o cara mostrou muita qualidade, poucos fazem aquelas jogadas, sendo que no quarto gol com marcação muito próxima. Dabove já demonstrou nos dois jogos à frente do Bahia que vamos usar a ligação direta na cobrança de tiro-de-metas, nada de sair tocando lá de trás para construir a jogada, se o esquema for este para as próximas partidas, Rodallega leva uma vantagem imensa sobre Giba que já mostrou nos 3 anos de clube que não é centroavante para disputar a bola no alto com a zaga.



Mas, nem tudo é motivo para euforia, ainda temos muito com o que se preocupar, vou destacar dois desses motivos.


1- nossa fragilidade defensiva - pelo segundo jogo seguido tomamos dois gols de bolas paradas. Individualmente gosto de Conti e LO, mas estão deixando muito a desejar nas bolas levantadas em nossa área, claro que o sistema defensivo não é formado só pelos dois, mas pela função em campo e pelo porte físico, os dois precisam se impor mais, não podemos sangrar todo jogo em bola alçada na nossa área. Outra preocupação defensiva é a proteção à nossa zaga, entendo que Patrick foi sacado de forma justa do time titular, não vinha demonstrando a pegada que um primeiro volante precisa ter, mas mesmo com a entrada de Lucas Araújo, um jogador mais forte fisicamente, e mesmo com 3 volantes em campo, por várias vezes, os jogadores cearenses receberam a bola livres entre nossas linhas, para nossa sorte, não foram felizes na escolha e conclusão das jogadas.  Em suma, Dabove vai ter trabalho para ajustar nosso sistema defensivo e estancar a sangria da pior defesa do campeonato.


2 - nosso trio de meias - começando por Mugni, vem desempenhando muito bem seu papel pela esquerda, tem sido um grande companheiro de Capixaba, defensiva e ofensivamente falando, mas falta mais apetite pelo gol, não tem tentado arremates de fora e, principalmente, não tem entrado na área adversária, para mim, sua maior deficiência, espaço para isto tem, basta lembrar o desempenho de Thaciano. Daniel é fundamental para o jogo do Bahia fluir, mas, até pelo seu porte físico, é um ponto de preocupação no sistema defensivo, também tem faltado mais ousadia para um passe mais agudo, tem sido muito protocolar com passes para trás, lado ou com pouca profundidade. Por fim, Rodriguinho, a referência técnica do time, mas que vem devendo muito, com a entrada de Mugni no time, eu esperava o crescimento de Rodriguinho, pois teria menos preocupação defensiva pela esquerda e poderia flutuar mais entre as linhas adversárias, mas não é isto que estamos vendo, continua demonstrando em lances isolados que pode fazer a diferença, mas sem dúvidas tem jogada numa rotação inferior ao restante do time, o que tem prejudicado nosso desempenho ofensivo.


É isto, temos motivos para voltar a sorrir, mas sempre com um olho na comida e outro no gato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.