Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 17 de outubro de 2021

Deixou a desejar

Contra o Coelho mineiro, o Bahia fez a mais fraca das 3 partidas sob o comando de Guto, não tivemos a consistência do jogo contra o Athlético e nem a intensidade da etapa final do jogo contra o Palmeiras, entendo ser normal a oscilação e também é o que espero do velho e conhecido Guto, um time extremamente intenso em casa, mas claudicante fora dela.

O Bahia até começou bem, mas lá pelos 15 minutos da etapa inicial o América já dominava as ações. Até nossa defesa que praticamente anulou os ataques de Athlético e Palmeiras andou dando suas vaciladas, em um dos lances, Nino e Conti salvaram o time praticamente em cima da linha, no outro, Danilo Fernandes, outrora massacrado pela torcida, salvou e mostrou mais uma vez que é o goleiro do nosso elenco mais preparado para disputar a A 21.

O Bahia abusou dos lançamentos, e com Giba lá na frente é tempo perdido este expediente, só para exemplificar, em toda a partida contra o Palmeiras, fizemos 10 lançamentos (7 errados e 3 certos), ontem foram 19 (16 errados e 3 certos) só na primeira etapa, no jogo todo foram 36 (28 errados e 8 certos). Em uma das poucas vezes que descemos para o ataque tocando a bola, Raí fez uma assistência sensacional para Capixaba que pegou bem de primeira, obrigando o goleiro adversário fazer uma grande defesa. No mais, na primeira etapa, só chegamos com perigo em uma cabeçada de Luís Otávio em escanteio.

O segundo tempo não foi muito diferente, Danilo salvou o Bahia mais uma vez num chute de Patrick e eles ainda tiveram uma chance com o ponta que entrou pelas costas (lá ele) de Matheus Bahia, mas concluiu para fora. A grande chance tricolor foi mais uma vez na parceria Capixaba-Giba em cobrança de falta, mas desta vez, o goleiro adversário impediu o gol tricolor.



Entendo que o grande problema do Bahia foi a fraca atuação do nosso trio de meias, Daniel, Mugni e Capixaba até tentaram, mas o futebol não fluiu por ali, e o Bahia acabou não tendo volume de jogo. Como nossos meias não se aproximavam de quem estava com a bola, tivemos de forçar muito os passes que se tornaram mais longos, com isto o desempenho desabou, no cerco ao Porco foram 332 passes certos e 37 errados, percentual de 90%, na caça ao Coelho foram 228 certos, 51 errados, acerto de 81,7%, uma piora considerável na quantidade e no nível de acerto. Reitero, este foi o grande problema do Bahia no jogo.

O que me deixa cabreiro para a sequência do campeonato é que continuamos carentes de meias para suprir a ausência dos titulares, Raniele e Édson são bons substitutos para Patrick; Galdezani ainda não desembarcou no Fazendão; e Rodriguinho é muito mais um segundo atacante do que um meia, não tem mais a intensidade física para atuar por ali.

Por outro lado, o que me deixa esperançoso para a sequência do campeonato é que já saõ 3 jogos seguidos sem tomar gols, fato raro no Bahia em brasileiros; Rossi pode voltar em breve, o que dará maior intensidade ao time pela direita, Raí vem cumprindo bem o papel, mas não tem a profundidade de Rossi; ainda poderemos contar com a genialidade de Ramíres perto da área adversária; Guto pode aproveitá-lo no mesmo esquema de Vina no Ceará, meia mais encostado no 9 com pouca preocupação defensiva; e, principalmente, a intensidade que Guto impõe ao time em casa, não por acaso ganhamos todos os jogos na Fonte no segundo turno da B em 16, os próximos em casa são contra Chapecoense e Ceará, hora de mostrar nossa força em nossos domínios.

Por fim, não gostei do futebol do Bahia e nem do resultado, ganhamos apenas um ponto em seis disputados contra o América/MG, não recuperamos ontem os três que perdemos em casa.

P.S. Os dados sobre passes e lançamentos foram obtidos em footstats.net

Um comentário:

  1. Corretíssimo. Era jogo para procurarmos mais agressividade.
    Ao contrário de muitos, gosto do "passe longo". "Quebra", como dizem, a linha de marcação é surpreende o adversário. Mas tem de ter acerto no passe.
    Enfim...o empate gera (é claro!) 1 ponto positivo a mais. Porém, não apenas não resolve, como, agora obriga a produção de resultados mais eficientes que tragam 3 pontos.
    Parabéns pela análise e pela bela exposição feita.

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.