Marca SóBahêa

Marca SóBahêa

domingo, 10 de outubro de 2021

Feliz, mas sem oba-oba - Athlético 0 x 2 Bahia

PQP, como é bom escrever depois que o Bahia triunfa, nada de ficar fuçando daqui e dali para encontrar justificativa, fica bem mais simples, pois o céu está mais azul, as rosas mais vermelhas e aquela luz opaca no fim do túnel começa a ficar mais clara, mais branca, em suma vejo de forma mais vivas as cores que formam o bandeira tricolor.


Não foi uma exibição de gala ou uma partida inesquecível do Esquadrão, mas foi sim um jogo consciente e seguro, os jogadores sabiam muito bem que papel desempenhar em campo e se entregaram para isto.


Como era esperado, Guto de cara fugiu do 4-2-4 e meteu um 4-5-1, com Patrick mais fixo na frente da zaga; o estreante Raí pela direita; e Daniel, Mugni e Capixaba, este um pouco mais pela esquerda, flutuando pelo meio na armação do time.


O Bahia fez um primeiro tempo muito seguro, alternando momentos de marcação alta, com aqueles que recuava as linhas para esperar o adversário. Logo no primeiro minuto, num lance que o Bahia subiu a marcação, Daniel roubou a bola e deixou Giba na cara do gol, mas Giba bateu mal e perdeu o gol. 



O Bahia de Guto soube aliar o melhor do Bahia de Dabove que é a compactação das linhas defensivas, alternava entre o 4-5-1, 4-4-2 e 4-1-4-1 mas sempre bem compactado, não dando espaço para os adversários entre as linhas; com o melhor do Bahia de Dado que era saber segurar a bola e controlar a partida com a bola no pé.


O primeiro gol, no final da etapa inicial, é outro misto de Dado e Dabove, mas também é a cara de Gordiola, primeiro o time tocou a bola com tranquilidade, para na sequência fazer uma bola mais vertical pegando a zaga adversária de surpresa, com isto Giba apareceu livre e desviou de cabeça para Raí marcar seu primeiro gol com a camisa tricolor. Fico feliz por Gilberto ter queimado minha língua, pois sempre o critico aqui por não saber fazer este papel de pivô nas bolas aéreas.


O Bahia voltou para a etapa final com a mesma pegada, e logo no início, Capixaba, também queimando minha língua, cobrou falta e colocou com a mão na cabeça de Gilberto que entrou por trás (lá ele) do lateral direito e marcou o segundo tento tricolor, mais um tento com a cara de Dado, Giba já tinha feito um idêntico contra o Braga ainda no primeiro turno.


Depois, o Bahia foi maduro o suficiente para se fechar bem atrás, mas sem abdicar de chegar na frente e assustar o Furacão. Só fomos pressionados nos 15 minutos finais quando já estávamos desfigurados com as alterações realizadas por Guto.


Não existem motivos para oba-oba, muito pelo contrário, ainda temos muito o que melhorar, por exemplo a qualidade do passe e a efetividade ofensiva dos laterais, ademais a Série A é traiçoeira como a COVID, quando vc está confiante e baixa a guarda, ela aproveita e apronta das suas, mas assim como meu amigo Niltão que venceu a COVID e suas armadilhas, o Bahia vai superar esta briga e chegar bem na tabela no final da A.


Por fim, eu acabei o jogo na pegada do Tiete Vips, de longe o bloco mais vibrante do carnaval baiano, uma espécie de torcida do Bahia do axé


Professor Guto chegou

Bahêa aê aô

Um comentário:

  1. Análise absolutamente correta, inclusive quanto a "fusão" de estratégias de 3 treinadores diferentes. O Bahia marcou bem. Raí fez boa partida (independente do gol, mas pela sua circulação no campo). Até Daniel está marcando melhor. E Gilberto voltou a sorria (enfim...). Outro astral.
    Claro que sem "oba - oba". "Oba" que, por sinal, não foi visitado durante quase todo o 2º tempo da partida, porque eu não estava no Skina, com aquela turma tricolor linda.
    Mas nenhuma traição do COVID e nenhum "coronavírus do futebol" irá atrapalhar o soerguimento do Bahia na Tabela do Brasileirão. Nosso lugar é na 1ª página. E lá estaremos.
    Parabéns pelo texto e grato por incluir-me na relação de amigo.

    ResponderExcluir

Prezados leitores, todos os comentários são bem vindos e enriquecerão as discussões. Entretanto, solicito moderação, evitando termos agressivos e acusações sobre jogadores, comissão técnica e direção do Esquadrão.
Solicito também respeito aos demais leitores, não sendo permitido postar xingamentos.
Os comentários que não atenderem as recomendações acima não serão aprovados.